Dieta da autofagia: confira como funciona e cuidados necessários para fazer

0 998

A dieta da autofagia está dando o que falar ultimamente, e cada vez mais adeptos têm vivido os benefícios da dieta e disseminando seus fundamentos como um estilo de vida. Mas, afinal, no que consiste a dieta da autofagia?

A cada dia que passa, mais descobertas científicas têm sido publicadas acerca desse método, que promete ser um aliado da longevidade e auxiliar no processo de emagrecimento. Confira abaixo o que é e como fazer a dieta da autofagia.

O que é a dieta da autofagia? 

Primeiramente, vamos esclarecer o que é autofagia: consiste no processo natural de degradação e reciclagem dos componentes das nossas células. Em outras palavras, é um processo que torna o nosso próprio corpo, combustível e energia. 

Por isso, a dieta da autofagia é, sobretudo, uma técnica que alia restrição alimentar por um longo período de tempo com exercícios físicos praticados em jejum. 

Exercícios e jejum são a base da dieta da autofagia
Foto: Arek Adeoye/Unsplash

Desta forma, realizamos exercícios físicos que exigem energia enquanto estamos em jejum, e como resultado o nosso corpo consome a si mesmo (às nossas células) como combustível, e esse processo acontece de maneira natural.

Só para exemplificar, imagine que este é um processo de “limpeza” das estruturas celulares do corpo humano. Algumas células, já mortas ou defeituosas, são “recicladas” e se tornam alimento para nosso próprio organismo, uma vez que nosso corpo se encontra sem refeições sendo digeridas (em jejum intermitente).

Dieta da autofagia emagrece?

Eventualmente, pode ajudar no processo. É evidente que para perder peso é preciso realizar, junto ao jejum intermitente, refeições equilibradas e saudáveis nos intervalos de ingestão de alimentos. 

Por exemplo, uma alimentação rica em antioxidantes potencializa ainda mais essa “limpeza natural” realizada pelo organismo, que se beneficia com uma alimentação rica em nutrientes poderosos que ajudam nesse processo de reciclagem. 

Dieta da autofagia
Foto: Hermes Rivera/Unsplash

Além disso, considere a autofagia como o ato de “comer a si mesmo”, logo nosso corpo se alimentar de si mesmo acaba sendo benéfico para um controle de peso mais eficaz. Portanto, existem sim associações entre a autofagia e o emagrecimento.

Benefícios para a saúde

Em 2016, pesquisas sobre autofagia renderam o Nobel da Medicina ao biólogo japonês Yoshinori Ohsumi, que expôs todos os benefícios provenientes da dieta da autofagia. Sendo assim, desde então muitas pesquisas e descobertas vêm sendo realizadas sobre as vantagens de jejuar associadas à renovação celular.

O que se sabe é que, após longos períodos de restrição alimentar (jejum), as células do nosso corpo já sofrem um intenso estresse, que ainda pode ser potencializado com a prática de exercícios – estimulando ainda mais a autofagia.

Em síntese, os benefícios sabidos da dieta da autofagia à saúde são:

  • “Reciclagem” natural de proteínas residuais no nosso corpo
  • Estímulo à regeneração de células que não estão saudáveis 
  • Nosso próprio corpo se torna fonte de energia para nossas células saudáveis
  • Auxilia na remoção de proteínas tóxicas em nosso corpo
  • Previne o surgimento de doenças neurodegenerativas (como Parkinson ou Alzheimer)
Exercícios físicos na dieta da autofagia
Foto: Filip Mroz/Unsplash

Como fazer a dieta da autofagia?

Primeiramente, procure um acompanhamento médico e de um nutricionista antes de realizar qualquer dieta. Cada corpo é um corpo e tem necessidades diferentes, e realizar dietas bruscas como a dieta da autofagia sem acompanhamento profissional pode ser prejudicial à sua saúde.

Então, procure um acompanhamento profissional para realizar a dieta da forma ideal. Essencialmente, a dieta da autofagia consiste na prática de jejum intermitente aliado a exercícios físicos.

Contraindicações e possíveis riscos

Como mencionamos anteriormente, a dieta da autofagia está sendo alvo de muitas pesquisas e descobertas no campo científico, porém seus resultados ainda não são consenso nos campos médicos e de nutricionistas. 

Além disso,  pessoas com problemas de saúde como diabetes ou mulheres grávidas não podem jejuar. Portanto, caso você tenha quaisquer condições de saúde que necessitam de assistência, não realize a dieta da autofagia por conta própria.

Dieta da autofagia
Foto: Ella Olsson/Unsplash

Exercite o bom senso e viva uma vida equilibrada

Além disso, é importante reforçar que a autofagia tem sido uma dieta que está pautando cada vez mais novas descobertas. Porém, ainda se sabe pouco acerca dos efeitos da autofagia e restrição alimentar no corpo humano. 

Portanto, prefira sempre viver uma vida equilibrada e tenha bom senso antes de tomar decisões bruscas que possam interferir na sua saúde sem acompanhamento profissional.

Desta forma, recomendamos viver de forma saudável, praticando exercícios e comendo frutas e vegetais, apenas realizando restrições intensas e por longos períodos se você tiver auxílio médico e nutricional para tal. 

Gostou? Então leia também: 

+ Aeróbico Em Jejum Emagrece?

+ Chá Vermelho Ajuda A Emagrecer, Auxilia Na Digestão E Tem Efeito Diurético

+ Alimentos Probióticos: O Que São, Para Que Servem E 5 Opções Para Incluir Na Dieta

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy