Aeróbico em jejum emagrece?

2 150

O exercício aeróbico é bastante conhecido por trazer benefícios para o corpo e também como grande aliado na perda de peso. No entanto, outra modalidade vem ganhando cada vez mais adeptos quando falamos em emagrecimento: o aeróbico em jejum. Mas, será que essa prática emagrece mesmo? Qualquer pessoa pode fazer? Entenda.

AEJ emagrecimento
Foto: Pixabay

Como funciona o aeróbico em jejum?

Quando falamos em emagrecimento, uma das atividades físicas mais conhecidas e eficazes é o exercício aeróbico. Além disso, esse tipo de estímulo tem outros benefícios para a nossa saúde como a melhora da pressão arterial e do condicionamento físico, melhora da autoestima e do humor, controle de doenças como diabetes e depressão e aumento do metabolismo, por exemplo. O personal trainer Márcio Lobo explica que “Quando você faz um exercício curto, o músculo não usa oxigênio no início e sim reservas de carboidratos que ficam acumuladas. Já numa corrida de longa duração, o músculo precisa de oxigênio”. E é justamente nesse processo que o corpo libera os hormônios que estimulam a quebra de gorduras.

O aeróbico em jejum – também conhecido como AEJ – consiste na prática de exercícios aeróbicos depois de ficar, pelo menos, oito horas sem se alimentar. O fundamento do AEJ se baseia no fato de que, sem estoques de carboidratos para utilizar como fonte de energia, o corpo precisa buscar a força para o exercício na gordura. Um estudo realizado pela Universidade de Uppsala, na Suécia, concluiu que o aeróbico em jejum é capaz de promover três vezes mais queima de gordura em relação aos exercícios depois da ingestão de alimentos.

Caminhada - aeróbico em jejum
Foto: Daniel Reche

Todo mundo pode fazer?

Segundo o personal, é preciso ter atenção e cuidado na prática do aeróbico em jejum. “Quando usado da forma correta, ele pode sim trazer bons resultados. Mas é nos casos específicos, quando as estratégias tradicionais não têm mais um grande efeito, que ele se mostra mais eficiente”, explica. Isso porque o AEJ tem alguns riscos e não é todo mundo que se adapta a ele. O profissional completa: “O aeróbico em jejum deve ser evitado por pessoas com baixo nível de treinamento ou que não estejam fazendo uma dieta alinhada com esse objetivo”. Além disso, relatos de queda de pressão são relativamente comuns. Por isso, a dica é buscar orientação profissional (de preferência com um nutricionista e um profissional de educação física) para fazer uma avaliação e, se preciso, ajustes na alimentação e nos tipos de exercício para garantir a prática segura.

AEJ
Foto: Irina L.

Como fazer aeróbico em jejum?

Para promover o emagrecimento, o exercício aeróbico em jejum deve ser feito logo pela manhã, antes da ingestão de qualquer tipo de alimento ou suplemento. Além disso, deve ser de baixa a média intensidade e de curta duração. Especialistas recomendam no máximo 45 minutos de exercícios – como caminhada – em jejum. No entanto, você precisa observar alguns pontos. O primeiro é que se você tem o costume de se alimentar pela manhã, talvez a prática em jejum não seja para você. Neste caso, é importante entender se seu corpo vai se adaptar. Além disso, se você é sedentário, precisa respeitar seus limites. Comece devagar. O AEJ também pode causar hipoglicemia – que pode levar à queda da pressão. Por isso, caso se sinta mal, coma uma barra de cereais ou uma fruta e pare o exercício imediatamente.

Mostrar comentários (2)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy