Chá de erva-doce reduz o inchaço e ajuda na digestão

1 4.341

O chá de erva-doce é feito com as sementes da planta aromática que é rica em nutrientes. Além disso, graças às suas propriedades antifúngicas, antibacterianas e anti-inflamatórias a erva-doce pode combater úlceras estomacais, controlar os níveis de açúcar no sangue e reduzir os sintomas de depressão e menopausa.

Para que serve o chá de erva doce?

 

Em primeiro lugar, vale lembrar que as sementes de erva-doce (Pimpinella anisum) são conhecidas como carminativas e expectorantes. Sua capacidade de diminuir o inchaço e cuidar do o trato digestivo é reconhecida pela ciência e muito usada na pediatria.

Assim, o chá de erva-doce é muito utilizado para desinchar e principalmente para reduzir os gases. Isso ocorre graças ao anetol, um componente da planta que auxilia na digestão.  Por esse mesmo motivo, o chá vem sendo indicado na internet como uma alternativa para quem quer ter uma barriga lisinha e chapada. Nesse caso, vale lembrar que embora até ajude a combater o inchaço, é preciso associar o consumo do chá com exercícios e uma dieta balanceada.

 

chá de erva-doce pra que serve?
Super Clube Fit

 

Por fim, esse chá herbal perfumado também é excelente para acalmar e reduzir a ansiedade. Um estudo mostrou que o extrato da semente de  Pimpinella anisum exibia poderosas propriedades antidepressivas roedores, se revelando tão eficaz quanto um medicamento comum usado para tratar a depressão (1).

De modo similar, um estudo de quatro semanas em 120 pessoas mostrou que tomar uma cápsula com 200 mg de óleo de erva-doce três vezes ao dia diminuiu significativamente os sintomas de depressão leve a moderada, em comparação com um grupo controle que tomava placebo. (2).

Embora as pesquisas sejam promissoras, lembre-se que os estudos são feitos em dosagens muito superiores àquela encontrada no chá. Por isso, lembre-se que a bebida também apresenta esses benefícios, mas de forma reduzida.

 

Como fazer chá de erva doce?

como fazer chá de erva-doce
Cerealista Monte Verde

 

Assim como outros chás herbais, o preparo é muito fácil. Você vai precisar de 1 colher de chá de sementes de erva-doce para cada xícara de água.

Preparo:

  1. Leve a água para ferver;
  2. Assim que levantar fervura, transfira para uma xícara ou bule;
  3. Adicione as sementes e abafe por 5 minutos.
  4. Depois é só coar e beber.
  5. Se preferir, adoce ou tome gelado.

 

Conheça outros alimentos naturais que são aliados da boa digestão:

 

Suco de batata doce ajuda a aliviar gastrite e refluxo, aprenda a preparar!

Chá de carqueja: aprenda a preparar essa bebida diurética e saudável

Suco de babosa é alcalino, hidratante e aliado da boa digestão

 

Benefícios da erva-doce para a saúde

benefícios de consumir erva-doce
HealthMe

 

É fato que essa sementinha possui surpreendentes propriedades medicinais. A erva-doce é apreciada no mundo todo tanto pelo seu aroma e sabor inconfundíveis quanto pelos benefícios que traz para a saúde.

Previne e alivia os sintomas de  úlceras estomacais

 

Além de ajudar no inchaço e na digestão, pesquisas preliminares sugerem que a erva-doce pode ajudar a prevenir úlceras estomacais e reduzir os sintomas causados pela doença. Também chamadas úlceras gástricas, elas são feridas dolorosas que se formam no revestimento do estômago, causando sintomas como indigestão, náusea e sensação de queimação no peito.

Ainda que o estudo seja limitado, as pesquisas iniciais indicam que a erva-doce pode, de fato, reduzir a secreção ácida do estômago, prevenindo a formação de úlceras. Desta forma, se você sofre com gastrite ou má digestão, vale a pena testar o chá de erva doce para aliviar os sintomas.

 

Pode ajudar a aliviar os sintomas da menopausa

 

Outra pesquisa promissora relaciona a erva-doce como uma aliada no combate dos sintomas da menopausa. Isso porque seus compostos podem ajudar a reduzir as ondas de calor e impedir a perda óssea.

Embora estudos complementares ainda se façam necessários, acredita-se que as sementes de erva-doce possam imitar os efeitos do estrogênio no corpo, potencialmente reduzindo os sintomas da menopausa. (3).

Em um estudo de quatro semanas, 72 mulheres com ondas de calor  (fogacho) tomaram um placebo ou uma cápsula contendo 330 mg de erva-doce rês vezes ao dia. Aquelas que tomaram a erva experimentaram uma redução de quase 75% na intensidade e frequência de ondas de calor. (4)

 

Chá de erva-doce possui propriedades calmantes

 

Por fim, uma das principais indicações do chá de erva-doce é no alívio da ansiedade. Devido as suas propriedades relaxantes, ele é indicado para quem está se sentindo inquieto e ansioso.

Para isso, o essencial é incluir a bebida na rotina e transformar o chá em um hábito, assim você aproveita todos os benefícios a longo prazo.

 

Quais as contra-indicações do chá de erva-doce?

contraindicações do chá de erva-doce
Reprodução

 

A maioria das pessoas pode consumir anis com segurança, sem o risco de efeitos colaterais adversos. No entanto, quem é alérgico a plantas da mesma família (como funcho, endro ou aipo) deve evitar.

Além disso, uma vez que a erva-doce possui propriedades que imitam o estrogênio, a ingestão não é recomendada para pacientes com câncer de mama ou endometriose.

As gestantes podem ingerir com moderação, mas o ideal é sempre consultar um médico de confiança primeiro.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy