Rinite alérgica: aprenda a aliviar as crises com dicas naturais

1 145

Quem sofre com rinite alérgica sabe o quanto as crises podem ser excruciantes. Mas hoje em dia, além das terapias tradicionais, é possível encontrar opções naturais que também trazem resultados.

 

O que é rinite alérgica?

o que é Rinite alérgica
VeryWell

 

Primeiramente, o termo rinite refere-se à irritação ou inchaço no revestimento mucoso do nariz. Quando ocorre após a exposição a alérgenos, é conhecido como rinite alérgica ou “febre do feno”, que é uma doença muito comum.

Um alérgeno é uma substância inofensiva que causa uma reação alérgica. E a rinite alérgica, por sua vez, é uma resposta alérgica a alérgenos específicos. Ela pode ser perene ou sazonal, a última é quando os sintomas  ocorrem com a mudança das estações, sendo o pólen o alérgeno mais comum.

Esta doença crônica está associada a um desconforto respiratório significativo, o que pode impedir sua produtividade e qualidade de vida geral, além de agravar condições comórbidas, como asma.

Sintomas de rinite alérgica

 

Algumas pessoas experimentam sintomas de rinite alérgica apenas esporadicamente. Isso provavelmente ocorre quando você é exposto a alérgenos em grandes quantidades.

Por outro lado, muitas  pessoas experimentam sintomas durante todo o ano. O ideal, portanto, é observar a duração dos sintomas e, caso se extendam por muitas semanas, o melhor é procurar um médico.

Isto posto, os sintomas comuns da rinite alérgica incluem:

  • nariz entupido ou escorrendo;
  • espirros frequentes;
  • coceira e comichão no nariz;
  • coceira nos olhos;
  • olhos marejados;
  • enxaqueca frequente;
  • sintomas do tipo eczema, que podem culminar na pele extremamente seca e com coceira;
  • urticária;
  • fadiga.

Como cuidar da rinite alérgica naturalmente?

remédios naturais para rinite
Reprodução

 

É fato que os remédio à base de ervas podem fornecer uma maneira alternativa de tratar a rinite alérgica. Se usados com sensatez, esses medicamentos naturais podem não apenas reduzir os sintomas alérgicos, mas também evitá-los completamente.

Eles também podem fortalecer os tecidos e órgãos do corpo, melhorando assim sua saúde geral. Aqui estão algumas das ervas mais adequadas para o tratamento de alergias e vários problemas respiratórios.

Na sequência, elencamos algumas dicas e produtos que fazem toda a diferença:

 

Lave o nariz com água salina

 

A congestão nasal associada à rinite alérgica pode ser tratada com uma lavagem nasal salina, o que ajuda a facilitar a remoção fácil do excesso de muco.

As soluções salinas caseiras podem ser usadas para irrigação nasal, mas um estudo descobriu que as soluções hipertônicas feitas em casa são 0,9% mais eficazes que as isotônicas comerciais. De qualquer forma, o melhor é sempre consultar seu médico para decidir qual é o mais adequado para você.

 

Instruções:

  • Misture 1 colher de chá de sal em 2 xícaras de água destilada morna ou use uma solução salina pronta.
  • Usando uma seringa de bulbo, despeje pequenas quantidades da solução em uma narina.
  • Deixe a solução escorrer pela outra narina ou boca.
  • Sopre o nariz suavemente para se livrar do muco e da solução restante.
  • Replicar o processo na outra narina.
  • Realize esta terapia duas vezes por dia até que os sintomas diminuam.

 

A irrigação nasal com solução salina quente dilui o muco espesso que obstrui as vias aéreas e ajuda a lavá-lo juntamente com outros irritantes que podem ficar presos dentro do nariz. Esse é um método bastante seguro para limpar o nariz entupido, desde que feito corretamente.

 

Chá de urtiga

chás para rinite
Reprodução

 

Em seguida, a folha de urtiga também é muito interessante. Isso porque a planta tem sido amplamente utilizada como tratamento alternativo para alergias sazonais, incluindo rinite alérgica. Proporciona alívio rápido de coceira, espirros, tosse e congestão nasal.

Vários estudos demonstraram seu papel no alívio da rinite alérgica pela ação de seus compostos ativos, incluindo fenóis que inibem as vias inflamatórias.

 

Instruções:

  • Misture 1 colher de sopa de folhas secas de urtiga em 1 xícara de água quente.
  • Cubra a mistura e deixe em infusão por 5 minutos.
  • Coe e adicione o mel.
  • Consuma este chá duas a três vezes ao dia até que os sintomas diminuam.

 

Vitamina C

 

Você sabia que a vitamina C pode ajudar no alívio das crises de rinite? Ela contém propriedades anti-histamínicas e estimulantes da imunidade que desempenham papéis cruciais no gerenciamento dos sintomas alérgicos, na prevenção de infecções e também na redução da duração da doença.  (1)

Graças a esses e inúmeros outros benefícios, é ideal consumir alimentos ricos em vitamina C. Inclua, por exemplo, laranjas, limões, brócolis, kiwi, batatas, morangos, tomates, brotos e pimentões em sua dieta. Alternativamente, é possível ingerir suplementos de vitamina C sob orientação médica.

Porém, é preciso notar que, embora vários estudos, apóiem o uso dessas terapias para reduzir vários sintomas de rinite alérgica, são necessárias pesquisas mais rigorosas para estabelecer conclusivamente sua eficácia, segurança e mecanismo de ação.

 

Óleo essencial de peppermint

óleo essencial para rinite alérgica
Reprodução

 

Como já mencionamos anteriormente, os óleos essenciais trazem diversos benefícios para a saúde. É o caso do óleo essencial de hortelã-pimenta, ou peppermint.

Para aliviar a irritação causada pela rinite, basta pingar uma gotinha na mão, esfregar as palmas e aspirar. Com isso, você irá perceber que o nariz desentope rapidamente e a respiração fica mais fácil. Também é possível utilizar esse óleo em um difusor, como forma de aromaterapia.

Probióticos

 

De acordo com estudos publicados no American Journal of Clinical Nutrition, o uso de bactérias probióticas como Lactobacillus e Bifidobacterium parecem prevenir as recorrências alérgicas, aliviar a severidade dos sintomas e promover melhora da qualidade de vida dos pacientes com rinite alérgica.

Isso ocorre porque os probióticos atuam liberando ácidos como o lático e o acético. Esses, por sua vez, têm capacidade de melhorar a atividade intestinal, o que melhora a absorção de nutrientes e elimina toxinas. Desse modo, facilitando a digestão, absorção de nutrientes e eliminação de toxinas. Inúmeras pesquisas já comprovaram que os microrganismos probióticos inibem as bactérias patogênicas e ajudam a prevenir infecções.

pode ser uma forma efetiva e segura de prevenção e/ou tratamento de rinite alérgica. No entanto, seu mecanismo exato de ação permanece desconhecido.

Os resultados encontrados indicam que os probióticos, Lactobacillus e Bifidobacterium Estes efeitos ocorrem devido à modulação do sistema imunológico através da indução da produção de citocinas que promovem uma resposta TH1 dominante em alérgicos, através do efeito da modulação no balanço TH1/TH2.