Meditação para ansiedade: como fazer e benefícios da prática

3 61

Quem nunca perdeu o sono pelo menos uma vez na vida? Isso é considerado normal por especialistas, já que o ser humano é ansioso por natureza e a ansiedade é uma forma de defesa mental que temos frente a situações de estresse. Mas, se esse problema chega a atrapalhar a realização das atividades cotidianas, ele precisa ser tratado. E, para ajudar a acalmar a mente, a meditação para ansiedade pode ser uma grande aliada.

O que é a meditação para ansiedade?

Meditação para ansiedade
Foto: Pixabay

Em primeiro lugar, não podemos deixar de falar sobre o conceito de meditação. Meditar é, em poucas palavras, voltar-se para dentro. No dia a dia, é comum que nossa mente seja inundada por pensamentos e sentimentos derivados de diferentes situações, muitas delas vindas de fora, dos outros. Meditar nada mais é que olhar para dentro, reconectar-se com sua essência, colocar a cabeça no lugar e acalmar a mente. E isso pode ser feito a qualquer hora do dia. Inclusive, existem técnicas rápidas que podem ser aplicadas até mesmo enquanto dirigimos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país mais ansioso do mundo. Esse problema chega a atingir quase 10% de toda a nossa população. E se você está nessa estatística, a meditação para ansiedade pode te ajudar. No entanto, se você tem crises fortes ou constantes e a ansiedade chega a atrapalhar as suas atividades diárias, a primeira coisa que deve fazer é procurar um psiquiatra ou psicólogo. A meditação não substitui tratamentos, ela atua como terapia complementar.

Depois de passar por crises muito fortes, a corretora de imóveis Jaqueline Maciel foi incentivada a iniciar a prática de meditação para ansiedade pela psicóloga que a acompanhava. “No começo, eu não acreditava que passar alguns minutos por dia meditando poderia me acalmar. Mas, aos poucos, fui percebendo que aquilo realmente estava me deixando menos ansiosa”, conta. A meditação, para ela, foi uma forma de acalmar a mente por um curto período, o que trouxe grandes mudanças.

Quais são os benefícios?

Ansiedade
Foto: Pixabay

Além de acalmar a mente, a meditação para ansiedade tem outros benefícios. “Meditar faz a gente focar no presente e essa é a principal questão pra quem é ansioso. Muitas vezes, queremos fazer muitas coisas ao mesmo tempo e estamos olhando para o amanhã sem entender o que merece nossa atenção hoje”, conta Jaqueline.

Fora isso, a meditação ajuda a treinar a paciência, manter o equilíbrio emocional e, segundo a Harvard Medical School, prevenir o envelhecimento precoce do cérebro. Com efeitos semelhantes aos de alguns medicamentos, a meditação para ansiedade é capaz de fazer alterações na massa cinzenta. A neurocientista Sara Lazar, também da Harvard Medical School, foi uma das primeiras a analisar essas alterações. Após oito semanas de estudos, ela encontrou diferenças no volume cerebral de quem começou a praticar a meditação.

Como começar a praticar a meditação para ansiedade?

Homem meditando
Foto: Jowanna Dalley

Tem dificuldade em ficar em silêncio, relaxar e focar em você? Comece com a meditação para ansiedade guiada. Existem canais gratuitos que podem ser um ótimo início, como o “Yoga Mudra” e o “Meditação Brasil”, por exemplo. Nesses em outros canais especializados, você vai encontrar uma variedade enorme de técnicas e meditações guiadas – que, muitas vezes, são feitas em alguns minutos – para começar a praticar.

Antes de qualquer coisa, no entanto, é importante ter em mente que não adianta meditar hoje e voltar a fazer isso só daqui uma semana. “A rotina da prática diária foi o que me trouxe benefícios reais. Alguns minutinhos por dia já são suficientes”, conta a corretora de imóveis. Por isso, reserve um tempo do seu dia para fazer isso. No começo, pode parecer complicado, mas, conforme criamos o hábito, a meditação para ansiedade vira parte da rotina. Jaqueline continua: “Hoje em dia, se eu não pratico pelo menos dez minutos de meditação, faz muita falta. Acabou virando uma questão de autocuidado diário, como escovar os dentes”.

Dicas

Então, se você já se decidiu e vai começar a praticar meditação para ansiedade, confira essas três dicas simples para facilitar o seu início nessa jornada:

– Escolha um local adequado, confortável e silencioso, onde não haja nenhum tipo de interferência. Converse com as pessoas da família e explique que, durante aquele tempo, você precisa se concentrar.

– Tenha foco e persistência. No começo, a mente pode ter certa dificuldade para se desligar da correria e dos problemas que enfrentamos. Seja persistente e foque na solução do seu problema: a ansiedade.

– Relaxe e respire fundo antes de começar a prática. Se precisar, tome um banho ou um chá antes de se recolher para a sua meditação para ansiedade. A respiração consciente é uma técnica muito eficaz para acalmar a mente e o coração. Pratique!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy