Autocuidado: saiba o que é e como praticar esse hábito

4 181

O conceito de autocuidado é bastante relativo, já que cada pessoa tem uma história de vida, seus próprios gostos e suas próprias verdades. Para praticar o autocuidado, antes de qualquer coisa, é importante observar e avaliar aquilo que faz sentido para você. Pode ser uma leitura, um filme, uma terapia, uma taça de vinho, um horário na manicure ou, ainda, se afastar de uma pessoa tóxica.

Foto: Sociedade Brasileira de Coaching

O que é autocuidado?

Autocuidado e autoconhecimento andam de mãos dadas. A psicóloca e coach Nathália Colombo explica que “Quando a pessoa não olha para si, não se percebe, começa a atirar para todo lado. Por isso, é importante se conectar consigo mesma pra vida ter mais sentido”.  Isso serve para todas as áreas da vida porque, a partir do autoconhecimento, é possível identificar atividades que irão promover bem-estar, qualidade de vida e equilíbrio.

São muitas as possibilidades, mas o autocuidado é um processo constante, seja na carreira, nos relacionamentos, no bem-estar físico ou na busca do equilíbrio emocional. “Uma coisa muito legal de se fazer é se olhar no espelho diariamente. O objetivo aqui é olhar para si sem julgamentos, se acolher, se abraçar”, analisa Nathália. Segundo ela, o autocuidado está diretamente relacionado ao autoconhecimento e, principalmente, ao autorrespeito. Ela continua: “Autocuidado é equilíbrio, se permitir relaxar e sentir aquilo que faz bem para si”.

Quais são os benefícios do autocuidado?

Adquirir hábitos diários de autocuidado faz com que tenhamos mais alegria de viver: “Serve para que você esteja de acordo com o seu propósito. Quando falta autocuidado, você se deixa de lado e, muitas vezes, isso gera sofrimento”, de acordo com Nathália. Mas é preciso estar atento para manter a leveza em todo esse processo. A psicóloga aconselha: “Olhe para você, de verdade, sem julgamentos. É onde tudo começa, sem mistério. Até nos relacionamentos isso é importante. Quando você se olha, consegue olhar pro outro, o que faz com que a relação seja mais leve e agradável”.

Autocuidado
Foto: The Milwaukee Independent

6 práticas simples do autocuidado

Como mencionado no início do texto, o conceito de autocuidado é relativo. O que você precisa neste momento pode ser diferente do que o outro precisa. Mas existem algumas práticas universais que podem ajudar muito na busca pelo equilíbrio e pelo bem-estar. Confira algumas dicas:

Meditação

Nem todo mundo consegue praticar a meditação da maneira como ela é ensinada por muitos gurus. No entanto, essa prática de autocuidado nada mais é que olhar para dentro, prestar atenção à respiração e aos pensamentos. “Pode ser uma caminhada que a pessoa faz ao ar livre dando atenção à forma como respira, por exemplo. Ouvir a própria respiração faz toda a diferença, porque muita coisa começa aí”, afirma Nathália. Segundo estudos, a meditação é capaz de acalmar a mente e nos colocar no momento presente, além de ter efeitos benéficos sobre a ansiedade.

Autocuidado - meditação
Foto: Very Well Mind

Boa alimentação

Nossa relação com a os alimentos está diretamente ligada ao autocuidado. Adotar uma alimentação saudável e equilibrada reflete tanto no aspecto físico quanto no emocional. Alguns alimentos são capazes de prevenir doenças como obesidade, câncer e diabetes, por exemplo. Mas, mais do que isso, a alimentação pode ajudar a aliviar sintomas de depressão e ansiedade e promover noites de sono mais tranquilas. Apostar em vegetais, grãos, proteínas e frutas, de acordo com pesquisas médicas recentes, pode ser a chave para ter mais vitalidade.

Movimente-se

Assim como acontece com a alimentação, os exercícios são uma prática de autocuidado indicada por médicos e outros especialistas. A atividade física promove bem-estar no corpo e na mente. Isso porque a endorfina, um dos hormônios liberados durante a prática, relaxa e combate o estresse e a ansiedade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30 minutos por dia (inclusive aquela caminhada até a padaria) são suficientes para promover ótimas sensações nos níveis físico e mental. A atividade física melhora a autoestima e dá mais energia para as atividades do dia a dia.

Psicoterapia

Considerando que, no consultório, o espaço e o tempo são exclusivos para você ser ouvido sem julgamentos, a psicoterapia é uma prática de autocuidado indicada para pessoas de todas as idades. Ao longo dos dias, acumulamos frustrações, angústias e outros sentimentos. Ao dar voz a cada um deles diante de um especialista, o alívio e a clareza sobre como lidar com as situações aparecem.  Além disso, um psicoterapeuta poderá te tirar da sua zona de conforto e te incentivar a realizar sonhos, fazendo com que você se sinta mais feliz.

Autoperdão
Foto: HuffPost

Respeitar os próprios limites

Essa dica de autocuidado tem tudo a ver com o não. Segundo a psicóloga, todas as pessoas têm limites e precisam respeitá-los. “É importante a gente se permitir ser humano, saber o que se quer. Quando eu olho para mim, eu vejo o que eu posso fazer e o que eu não posso e aprendo a me colocar”, analisa. Estabeleça prioridades, seja honesto consigo mesmo e não se sinta culpado. Quando for preciso, recuse convites. Quando for preciso, diga não. Pode parecer difícil no início, mas com a prática, é possível sentir-se bem com uma negativa.

Autoperdão

Todos nós erramos, ainda que, muitas vezes, a intenção seja a melhor. Para ter qualidade de vida, no entanto, é importante olhar para os próprios erros como uma forma de aprendizado. Isso também faz parte do processo de autocuidado. Nathália Colombo finaliza dizendo que “Se aceitar, se abraçar, ver o que você tem e o que você fez e acolher cada uma dessas coisas sem julgamento atua sobre sentimentos como a culpa, por exemplo”. Livre-se da culpa e seja mais feliz!

 

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy