Silicone nos seios: 10 coisas que você deve saber antes de colocar

0 2.131

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de implantes de próteses mamárias, atrás apenas dos Estados Unidos. Dado de 2018 da Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas (SBCP) mostra que 18,8% das intervenções cirúrgicas são para colocar silicone nos seios. Graças a avanços científicos e tecnológicos, as operações estão cada vez menos traumáticas e os resultados estéticos mais satisfatórios. Mas isso não significa que optar por uma plástica seja tão banal.

Por isso, conversamos com o cirurgião plástico Benjamin Alencar, sediado no Rio de Janeiro e membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, para esclarecer as dúvidas mais recorrentes sobre silicone nos seios. Afinal, uma vez conhecidos os perigos e as expectativas, é possível tomar a decisão com maior consciência.

 

Quanto custa colocar silicone nos seios?

silicone nos seios

Segundo o cirurgião plástico, o preço da cirurgia para implante de silicone nos seios pode variar de acordo com cirurgião, hospital onde será realizado o procedimento e o tipo de anestesia. Portanto, é preciso consultar um especialista.

É importante ressalta que a cirurgia plástica envolve muitas escolhas, e a primeira e mais importante é selecionar o cirurgião em quem confiar. Além da certificação de médico, procure as afiliações do cirurgião que vai escolher.

 

Como é escolhido o tamanho das próteses de mama?

De acordo com o médico, o tamanho da prótese é escolhido associando a vontade da paciente com o biotipo, para isso, é feito um exame físico detalhado da paciente levando em consideração a estrutura corporal, altura, largura do tórax, estrutura óssea da caixa torácica e medidas das mamas.

Além do tamanho, durante a avaliação é decidida a forma da prótese; que pode ser a redonda ou a anatômica, o perfil da prótese; extra alto, alto, médio ou baixo, e local de colocação; por cima ou por baixo do músculo. “Na prática, tentamos realizar o desejo da paciente dentro do que é tecnicamente possível, por isso esclarecemos esse ponto durante a consulta”, explica.

Próteses de silicone podem causar como rejeição?

“Chamamos de ‘rejeição’ a contratura capsular, que é uma reação do organismo à presença da prótese, que ele entende como sendo um corpo estranho. Mas atualmente, com o avanço das tecnologias, esses casos tornaram-se cada vez mais incomuns”, diz.

 

A mulher pode amamentar normalmente?

Muitas mulheres querem fazer a cirurgia plástica, mas ficam em dúvida se poderão ou não amamentar. No entanto, o médico afirma que na maioria dos casos, o silicone não causa problema, nem impede a amamentação porque não costuma alterar a estrutura da mama, apenas o tamanho e o formato. “A cirurgia não afeta a produção nem o processo de secretar leite, então pode amamentar sem problemas”, diz.

 

As próteses de silicone nos seios têm validade?

Outra dúvida recorrente entre mulheres que pretendem colocar um implante de silicone nos seios é sobre a validade do material. Mito ou verdade? “As próteses que são feitas de gel coesivo, geralmente, não necessitam ser trocadas tão cedo, portanto não tem mais validade. Apenas trocamos se apresentarem algum problema”.

 

Silicone nos seios – Cirurgia

O implante de silicone é feito por meio de uma cirurgia simples, que dura cerca de uma hora e tem apenas anestesia local. O tamanho das próteses pode variar entre 95 e 600 mililitros.

“O implante é colocado na frente ou atrás do músculo peitoral através de uma incisão na pele que pode ser feita abaixo da mama, na axila ou na parte inferior da aréola. As cicatrizes não ultrapassam 5 centímetros”.

Silicone nos seios – É um processo doloroso?

“Isso é muito variável! As pacientes que geralmente reclamam de dor são as que colocam a prótese embaixo do músculo! Quando colocamos no plano subglandular (em cima do músculo) essa queixa é mais incomum”, aponta o especialista.

 

Como é o pós-operatório?

O especialista explica que, como em qualquer procedimento cirúrgico, a mamoplastia de aumento exige um tempo de recuperação. “A sintomatologia é variável e individualizada, sendo as queixas mais comuns dor e inchaço nas mamas”, esclarece.

Para um pós-operatório sem problemas, o médico informa que é fundamental seguir as recomendações do médico, como não fazer esforço físico. “Orientamos repouso de, no mínimo, 15 dias e dormir com a barriga pra cima por um período mínimo de 6 semanas. Após isso pode dormir de lado, e somente depois de 3 meses da cirurgia pode dormir de bruços”, conta.

O retorno de atividades cotiadas, como dirigir pode levar mais de 20 dias, já o retorno a atividades físicas mais intenção são aconselhadas apenas depois de dois meses. Após 30 dias de pós- operatório poderá realizar exercícios leves com aumento gradual! Atividades mais intensas como musculação só após dois meses.

Por quanto tempo não pode levantar o braço?

Por pelo menos 21 dias é recomendado que a paciente não levante os braços após a cirurgia para não dificultar o processo de cicatrização, ou até mesmo romper os pontos. “É permitido apenas movimentos suaves, mas sem carga, sem peso, sempre de forma devagar e com muito cuidado.”, indica.

 

Silicone nos seios – Qual a idade mínima?

“As cirurgias para implante de silicone nos seios podem ser feitas a partir dos 16 anos, desde que com autorização dos responsáveis”, esclarece o Dr. Benjamim Alencar.

silicone nos seios

Fonte: Cirurgião plástico Antonio Benjamim de Alencar Oliveira. Siga no Instagram @benjamimalencar.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy