Qual o melhor tecido para biquínis?

1 15.471

Todas as peças de Moda Praia tem a finalidade de uso para banho e para essas ocasiões o melhor tecido deve ser leve, ter baixa absorção de agua e forneça aderência ao corpo e ainda deve ter uma ótima qualidade para garantir um caimento perfeito em todos os biótipos.

Os tecidos mais recomendados para confecção de biquínis são:  Elastano, Malha, Poliamida, Trilobal, Poliéster, Nylon e Neoprene.

A etapa mais importante na confecção de biquínis é a escolha do tecido. Além de ser uma das primeiras decisões dentro do processo de produção, ainda é um dos passos mais importantes, já que o resultado final vai depender totalmente do tipo de tecido que você escolher.

Isso porque alguns tecidos para biquíni simplesmente não funcionam muito bem em determinados modelos. As estampas também precisam ser escolhidas com cuidado.

É muito a estilista escolher um tecido que é lindo na teoria e quando utilizada em modelos inadequados, causa um verdadeiro desastre na produção.

Por isso que é muito importante realizar testes com o tecido antes de confeccionar o biquíni e ter clareza de qual modelo irá utilizar o tecido escolhido.

Primeiro Passo na Escolha do Melhor Tecido:

A escolha do tecido deve estar alinhada com o estilo de biquíni que você quer produzir. Na Pajaris temos diversos modelos de biquínis e alguns tem uma pegada mais minimalista, outros mais românticos e alguns mais sofisticados.

Dessa forma, cada modelo biquíni demanda um qualidade específica de tecido e funcionalidades que muitas vezes necessitam de uma determinada tecnologia.

Em suma, antes de decidir qual tecido usar é importante ter em mente o conceito que sua marca transmite, o perfil da mulher que irá vestir o biquíni e o valor agregado que deseja destacar.

Opções de Tecidos para Biquínis

Ao contrário do que muita gente imagina, a confecção de biquínis e maiôs não depende apenas de um único tipo de tecido. Existem várias opções que você pode escolher para incluir nas suas criações e cada um tem uma característica específica que pode ser explorada.

Elastano: O tecido elastano, ou Lycra, como ficou popularmente conhecido, é um dos tecidos mais populares na confecção de moda praia. A fibra de elastano propriamente dita é um fio de material sintético, que também é conhecido como spandex.

Conhecido pela boa elasticidade que proporciona, esse material é capaz de se alongar em 500% sem perder sua forma original, mas sua forma pura não é encontrada no mercado.

Está disponível para compra a versão que adiciona outras fibras em sua composição, sendo o poliéster e a poliamida os mais comuns. A proporção geralmente é de 10% a 25% de elastano para 75% a 90% de outras fibras.

O elastano é muito leve, não absorve a água, é confortável e resistente. Todas essas características tornam esse tecido perfeito para ser usado na moda praia e em roupas de academia.

A parte negativa desse material é que, embora seja bastante resistente à oxidação, incidência de raios solares e água do mar, ele se degrada quando passa muito tempo em contato com altas concentrações de cloro nas piscinas.

Assim, para quem passa muito tempo na piscina, é comum que o biquíni pareça um pouco esgarçado ao final de um ou dois verões.

Malha: a malha é um tecido fino, fresco e muito confortável que também pode ser usado na produção de biquínis e maiôs. Sua porosidade ajuda na transpiração da pele, o que é ótimo para os dias de sol, mar e piscina.

Existem várias formas de compor uma boa malha. A mais comum é a mistura da poliamida com o elastano. Assim como a Lycra, ela também é considerada flexível e elástica, mas até certo ponto. Dependendo de como a peça for tratada, pode encolher ou alargar e não voltar à sua forma original.

Elas são maleáveis, muito confortáveis de usar. As estampadas são especialmente interessantes, pois o desenho não costuma deformar ou perder a cor quando é esticado.

No entanto, esse tecido não costuma oferecer muita sustentação. Dessa forma, modelos que precisem ser mais firmes no corpo podem não ficar tão bons com uma malha muito delicada.

Trilobal: O tecido trilobal é constituído por fibras especiais de poliéster, o que o torna parecido com a Lycra, mas pode ser considerado um tecido mais “luxuoso”.

Seus filamentos triangulares fazem com que a luz seja refletida de uma forma mais intensa, o que proporciona muito mais brilho e vida para as cores da peça, mesmo que ela seja repuxada.

Esse tecido também é conhecido por ser mais resistente ao cloro e a outros danos comuns às épocas de verão. Um de seus grandes diferenciais é a proteção UVA/UVB, toque fresco e confortável.

Poliamida: O tecido de poliamida ou Nylon, como ficou conhecido graças à marca registrada, é uma fibra sintética conhecida por ter sido o primeiro tecido produzido artificialmente, na década de 1930.

Suas principais características são a leveza, a resistência, toque macio e fresco, além do tempo rápido de secagem. Aliás, sua pouca absorção de água e o tempo que leva para secar torna o material perfeito para confeccionar o forro das peças e oferecer mais segurança a quem usa.

Ela é ainda muito usada na confecção de moda fitness e por suas características práticas e versáteis se tornou um dos tecidos para biquíni e maiô mais utilizados.

Atualmente a poliamida é utilizada na composição de outras fibras, assim é possível encontrar versões com maior ou menor gramatura, assim como uma qualidade superior ou não.

Nesse tipo de tecido aquece pouco, ajuda o corpo a transpirar, não encolhe e é macio. No entanto, apesar de ser um material comumente encontrado na confecção de peças de moda praia, a poliamida mancha mais facilmente, pode desbotar as cores e apresentar esfiapados com o passar do tempo.

Além disso, as fibras de poliamida podem ser obtidas em diversas espessuras de fios, o que reforça o grande leque de aplicabilidade desse material. As fibras de poliamida são tão diversas que podem apresentar espessuras que possibilitam classificações que vão deste 1 dtex até 2.100 dtex.

Mas, afinal, o que é dtex?

O termo tex é semelhante a uma unidade de medida que é adotada pelo sistema internacional de unidades (SI) para especificar fios da indústria têxtil. 1 tex corresponde ao peso de um fio de 1.000 metros de comprimento que, nesse caso, é igual a 1 grama. Assim temos que: 1 tex = 1 g/1.000 m. 

Dtex é um submúltiplo dessa unidade e corresponde a 10% de um tex, ou seja: 1 dtex = 0,1 tex. Portanto, uma fibra de 1 dtex pesa 0,1 grama por 1.000 metros de comprimento, ou seja: 1 dtex = 0,1 g/1.000 m. Se as fibras de poliamida variam de 1 a 2.100 dtex, significa que possuem 0,1 g/1.000 m a 2,1 g/1.000 m.

Poliéster: O tecido poliéster, embora seja da mesma família da poliamida, é um tecido para biquíni e roupas de praia de baixo custo e qualidade razoável. As maiores vantagens do uso do poliéster são sua resistência, durabilidade e capacidade de manter as cores vivas e intensas por muito mais tempo.

Outro fato é que esse material é simples de lavar, não amassa, não deforma e permite uma quantidade maior de modelagens. Entretanto, como nada pode ser perfeito, seu custo menos elevado tem alguns motivos.

Esse material esquenta a pele de quem usa, não permite a transpiração, causa maus odores, favorece o aparecimento de alergias na pele em decorrência da falta de respiração e retém maior quantidade de água, o que faz com que o traje demore a secar.

Assim, quando você passa muito tempo usando um biquíni molhado de poliéster, a chance de contrair micoses e fungos é bem maior. Sem contar que o fato de demorar para secar é uma desvantagem forte, se você precisa colocar a peça na mala de volta.

New microfit: Uma fibra artificial obtida através de processos químicos derivada de petróleo. Este tecido que contém poliéster traz consigo vantagens como: mais durabilidade e retenção de cor. Além disso é um tecido maleável e de bom caimento, com proteção UVA/UVB.

Náilon: O náilon é um tecido para biquíni da mesma família da poliamida e bastante popular. Ele seca rápido, não amassa, é bem respirável e não se deteriora em contato prolongado com o cloro ou outros agentes.

Por isso, esse material é ótimo para a prática de exercícios e para levar em viagens. A única desvantagem é que o náilon pode desbotar e desfiar com o tempo, mas as peças costumam ser firmes, bonitas e bastante duráveis.

Tantra: Um tecido de efeito óptico muito interessante, afinal mistura brilho e opacidade, despertando um interesse em criar modelagens mais elaboradas devido ao seu aspecto. Sendo um dos diferenciais criar a ilusão de um biquíni com efeito “falso liso”. Entre seus diferenciais estão o bom caimento e o toque macio, além da proteção UVA/UVB.

New setarium: Um tecido especialmente desenvolvido para quem quer se diferenciar com as saídas de praia. Por possuir um fio super fino, garante fluidez às peças que são mais amplas garantindo um toque sedoso à pele.

Neoprene: Esse tecido é um composto de borracha com trama de elanca. Por ser um ótimo isolante térmico, sua principal função era a confecção de trajes e acessórios para mergulhadores e surfistas.

No entanto, há anos o neoprene vem frequentando muito bem as roupas femininas de praia e despontando nas passarelas do mundo inteiro.

Por ser bastante resistente e elástico, além de apresentar fibras firmes que não demandam um acabamento tradicional, os modelos de biquíni em neoprene e cortados a laser viraram febre.

Além disso, o ar tecnológico e moderno, aliado às cores vibrantes e a resistência desse tecido, fazem dele um tecido para biquíni muito disputado. Tanto para o lazer quanto para a prática de esportes.

Suas principais características são a grande resistência à abrasão, dificuldade em rasgar, deforma pouco e não pega fogo com facilidade. A parte ruim é que o neoprene costuma ser um tecido mais encorpado, limitando as possibilidades de modelagem.

Encontrar o melhor tecido para confeccionar um biquíni perfeito é um desafio e exige muita atenção e talento. Isso porque, além de pensar no modelo ideal, o processo para se chegar no resultado esperado exige cuidado e preparo.

Nem todo tecido é indicado para a produção de peças de moda praia, como biquínis e maiôs. Por isso, é importante pesquisar e avaliar as alternativas antes de realizar a compra.

Características essenciais de tecido para biquíni

A moda praia exige um processo de confecção que considere os fatores do ambiente e do dia a dia de quem as utilizam. Por isso, algumas características são essenciais quando se trata de tecidos para biquínis. Veja quais são elas:

Conforto: toque diferenciado e sensação agradável ao vestir.

Resistência ao cloro: influencia na durabilidade da peça e proporciona maior resistência ao cloro das piscinas.

Secagem rápida: fácil absorção do suor, permite alta performance e não necessita de exposição ao sol para secar.

Alta respirabilidade: garante que o vapor (suor) vá para o lado externo da roupa, mantendo o equilíbrio térmico.

Tecnologia antibacteriana: inibe a proliferação de fungos e bactérias que causam manchas e odores, garantindo higiene e frescor a quem veste.

Outras características importantes para as peças da moda praia são: caimento, cores intensas e definição da estampa. A técnica de sublimação, por exemplo, muito utilizada para a produção de biquínis, principalmente por quem busca baixo preço e não qualidade, não é recomendada.

Tecido para biquíni com tecnologias especiais

Certamente, esses são os tecidos do futuro. A cada dia mais a indústria têxtil investe na tecnologia para fabricar suas tramas. Materiais inteligentes, com ação antibacterianaproteção contra os raios solares e até mesmo capazes de combater a celulite já são uma realidade. E, além deles, a cada dia surgem novas possibilidades.

Dessa forma, as marcas de moda praia estão investindo cada vez mais nesses materiais a fim de melhorar a performance das suas peças. Isso contribui para um maior conforto das usuárias e maior preservação da sua saúde, permitindo que permaneçam mais tempo com a roupa úmida.

Observar tendências e hábitos de uso

Um ponto fundamental é observar o que as pessoas estão fazendo, quais ambientes frequentam e o mais importante, o que estão vestindo.

Fonte de informação não falta no mundo atual, e o Instagram acaba sendo a melhor fonte de imagens para fazer pesquisa de tendências.

Pinteret também é outra ferramenta fundamental que ajuda muito em pesquisas de tendências. No geral, a tendência surge do cotidiano e se conectar a esse cotidiano globalizado é algo complexo de fazer.

O talento da Estilista é fundamental nesse momento e não é fácil encontrar estilistas com talento, pois são como artistas e suas peças são obras de arte que acabam tendo vida própria e independentemente da tendência, o que sobressai é a alma do “artista” incorporada em suas criações.

A Pajaris é um exemplo disso, o talento da estilista Camila Panades é nítido em suas peças e seus biquínis são reconhecidos facilmente, pois imprimem um estilo único que é fácil de se associar a sua Criadora.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy