Fitoenergética: a energia das plantas que curam

Que as plantas são poderosas não é novidade para ninguém. Desde a antiguidade, elas são usadas para tratar problemas físicos, emocionais e mentais graças às suas propriedades curativas. A fitoterapia, por exemplo, tem seus primeiros registros na China por volta de 3.000 a.C. Os medicamentos fitoterápicos e os óleos essenciais também buscam nas plantas a solução para diversos males. Além dessas, uma terapia que vem ganhando cada vez mais popularidade nos últimos anos, especialmente no Brasil, é a fitoenergética. Criada em 2002, ela foi reconhecida como terapia complementar pelo Ministério da Saúde em 2018 e usa a energia das plantas para auxiliar na saúde física, emocional e mental.

O que é fitoenergética?

Foto: Silvia Rita

Desde tempos remotos, as plantas são usadas para tratar os mais diversos problemas. E isso não é novidade para ninguém, afinal, quem nunca bebeu um chá natural para gripe, por exemplo? Cada vez mais popular por aqui, a fitoenergética usa a energia das plantas para promover benefícios de ordem física, emocional e mental. A dentista Joana Rodrigues conheceu essa ferramenta de cura recentemente por meio de uma amiga, que é terapeuta holística. “Ela me contou sobre a fitoenergética e eu me encantei logo de cara, principalmente porque é muito fácil de aplicar no dia a dia e os efeitos são sutis, mas perceptíveis”, conta.

Sachês, sprays, banhos e temperos já fazem parte da rotina de Joana. Porém, o tratamento é individualizado. A dentista conta que tem um caderninho para anotar as indicações da terapeuta: “Ela me passa quais são as plantas e como devo usar a receita. Isso pode ir mudando se surgir alguma questão nova. Levo para ela, ela avalia e me orienta”. A fitoenergética é indicada para diferentes problemas. Joana se interessou pela técnica porque tinha muitas dores de cabeça depois que o marido morreu. “A terapeuta logo percebeu que uma coisa podia estar ligada à outra. Começamos a tratar meu emocional e, aos poucos, as dores que eu sentia todos os dias foram diminuindo”, conta.

As plantas e seus benefícios

A fitoenergética, esse sistema natural de cura que busca nas plantas o alívio para diferentes males, pode ser associada a outras terapias. Em geral, não há contraindicações. Mas é claro que essa técnica não substitui tratamentos médicos. Por se tratar de uma terapia energética, ela costuma ser ainda mais eficaz quando associada a aplicações de Reiki e meditação, por exemplo. Confira abaixo algumas plantas fáceis de encontrar que são usadas na fitoenergética e quais os benefícios de cada uma:

Foto: Pixabay

Alecrim – Essa planta é comumente usada na cozinha como tempero. Além disso, ela é excelente para um revigorante banho de ervas. Na fitoenergética, o alecrim é usado como estimulante por meio da liberação de traumas, medos e crenças negativas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Capim-cidreira – Atua sobre os pensamentos, emoções e sentimentos. Você pode fazer um chá de capim-cidreira ou então fazer um banho, preferencialmente de banheira, adicionando algumas folhas à água. Para a fitoenergética, libera pesadelos e desordens do sono.

Guaraná – O guaraná, facilmente encontrado nas farmácias na versão em pó, atua como um estabilizador de humor. Isso porque ele ajuda a melhorar o humor e a lidarmos com menos drama com as dificuldades que encontramos pelo caminho.

Hortelã – Na fitoenergética, a hortelã é conhecida por relaxar a mente e reduzir o estresse, graças ao seu efeito analgésico. Além disso, ela ajuda a eliminar pensamentos negativos e promove vitalidade e positividade. É bastante usada em casos de câncer.

Manjericão – Essa planta, que também é muito comum na cozinha, é responsável por afastar o medo, trazer esperança e aprender a perdoar, segundo a fitoenergética. Sendo assim, ela melhora nossa energia vibracional e traz coragem.

Siga-nos no 
saúdesaúde mentalterapias alternativasterapias holísticas
Comentários (0)
Comentar