Morre aos 98 anos em Paris o estilista Pierre Cardin

Pierre Cardin revolucionou o mundo da moda como o primeiro designer a investir no prét-a-porter e licenciamento de artigos de luxo

0 34

A Academia de Belas Artes da França anunciou que o estilista Pierre Cardin faleceu aos 98 anos em um hospital nos arredores de Paris. Assim, no comunicado oficial, a família não comentou as causas da morte, mas destacou que está orgulhosa “de sua tenaz e da ousadia que mostrou ao longo de sua vida”.

Não há como negar que Pierre Cardin era um designer à frente do seu tempo. Muito antes dos conceitos de franchising ou moda “pronta para vestir”, o estilista já inovava com coleções unissex e licenciamento de produtos de luxo. Isso sem contar suas referências futuristas que o tornaram um dos estilistas mais conceituados do mundo.

pierre cardin

Reprodução / Instagram

Assim, nos anos 60, Pierre Cardin colocou seu nome não apenas em roupas de luxo, como também em óculos de sol, bolsas, produtos de beleza, perfumes e até mesmo utensílios de cozinha.Da mesma forma, Pierre Cardin foi o primeiro estilista feminino a apostar também em uma coleção masculina, com a criação de gravatas, camisas, jaquetas, entre outros itens. Ele também foi um dos pioneiros a explorar o mercado asiático que, atualmente, é o maior do mundo no consumo de bens de luxo. 

Legado de Pierre Cardin

O mais francês dos estilistas, no entanto, nasceu na Itália: Pietro Cardin veio ao mundo em 1922, em uma cidadezinha próxima à Veneza. Mas o estilista ficou conhecido como Pierre após sua família se mudar para a França, buscando refúgio nos tempos do fascismo.

Ele começou sua carreira na moda em Paris trabalhando para empresas como Christian Dior. Pierre Cardin ajudou a criar a coleção New Look em 1947. Entretanto, em 1950, fundou a marca que levou seu próprio nome na capital francesa.

pierre cardin
Reprodução / Instagram

Nos anos seguintes, Cardin ficou conhecido por seu espírito visionário e suas coleções como a Espacial de 1964. Na mesma época, investiu no prêt-à-porter, levando para o consumidor comum as peças assinadas por ele que eram objetos de desejo – e vestiam celebridades como os Beatles, Barbra Streisand e Jackie Kennedy.

“Sempre trabalhei no meu estilo, que é diferente de todos os outros. Sempre foi minha intenção ser diferente, porque essa é a única forma de durar” – Pierre Cardin

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy