Óculos de sol com grau: principais recomendações antes de comprar

Com orientações da médica oftalmologista Camila Amaral Carvalho Cunha

1.996

Quem usa óculos de grau sabe o quanto é complicado sair em dias de muito sol. Ou você sai de casa com lentes de contatos e usa óculos escuros ou então arrisca expor seus olhos a ambientes com muita luz. A boa notícia é que você pode fazer seu óculos de sol com grau.

Por isso reunimos as principais recomendações da médica oftalmologista Camila Amaral Carvalho Cunha antes de você comprar um novo óculos.

+Leia mais: Protetor Solar: Preciso Usar Mesmo Dentro De Casa?

Por que é importante usar óculos de sol?

Além de ser um item da moda, que pode combinar e compor o look, os óculos de sol têm a função principal de proteger as estruturas internas e externas do olhos.

A radiação ultravioleta tem efeitos nocivos sobre os olhos e pode causar, por ação cumulativa, catarata, degeneração macular e lesões cancerígenas de pele na pálpebra e no fundo dos olhos, além de estar relacionada à ocorrência de pterígio – conhecido como “carne crescida”. Diante disso, cada vez mais é recomendado o uso de filtros ultravioleta para proteger os olhos de adultos e crianças expostas a esse risco, minimizando o surgimento destas doenças indesejáveis.

Os óculos de sol, desde que sejam fabricados com elementos de contenção de raios ultravioletas, têm o poder de proteção. Para isso, os óculos não podem ser qualquer um, de preferência com certificação para fugir dos falsificados. Óculos de sol sem esses componentes, além de não proteger, podem provocar um efeito até pior, pois as lentes escuras permitem que as pupilas dilatam e entre mais raios, sem o devido bloqueio, nos olhos.

 

Faça um exame oftalmológico – óculos de sol com grau

Antes de começar a olhar os modelos óculos de sol para colocar grau, você precisará determinar seu erro de refração. Um oftalmologista testará sua acuidade e encontrará a prescrição certa do grau, conforme recomenda a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO).

Um exame oftalmológico de alta qualidade também incluirá uma verificação completa da saúde ocular.

 

Tipos de lentes e orientação na escolha

Além de serem sinônimo de estilo e corrigirem a visão, os óculos devem atender às necessidades específicas de quem os usa. É imprescindível informar ao seu oftalmologista na consulta a profissão e para qual finalidade será os óculos, para que ele possa ajudar a escolher as melhores lentes que melhor se adequá ao seu dia-a-dia.

Os desenhos das lentes costumam ser de visão simples, multifocais ou ocupacionais. Para saber qual deles é melhor para você, é importante entender o tipo de correção de que você precisa.

Qualquer grau ou até mesmo lentes multifocais podem ser feitas como óculos de sol. A tonalidade e cor pode ser escolhidas no ato da compra, de acordo com que a ótica oferece e com seu gosto. Para óculos de sol, recomenda-se coloração preta ou marrom, podendo ser também em degradê.

Há alguns materiais de lentes, como CR-39, Lentes de Policarbonato, Lentes de alto índice de refração. No entanto, apenas seu médico pode confirmar qual é a mais indicada para você.

Escolhido o tipo de desenho e o material, é importante avaliar qual tecnologia adicional vai melhorar ainda mais sua nitidez, o conforto e a proteção visual. “Existem ainda tratamentos nas lentes a serem feitos como o tratamento antirreflexo e filtro para proteção contra da luz azul, que protege contra telas de celulares e computadores ”, aponta a oftalmologista Camila Amaral.

Segundo a especialista, para ter sucesso na adaptação dos óculos além de uma consulta bem feita, é de extrema importância após a escolha da armação que sejam feitas as medidas da Distância Naso-Pupilar (DNP), que é a medida em milímetros da distância das pupilas em relação ao nariz e centralização da armação no rosto, fazendo a marcação do eixo pupilar “Só assim conseguiremos uma perfeita adaptação das lentes”, explica.

 

Como escolher o modelo de armação do óculos

Ao entrar em uma ótica, as opções de modelos são tantas que a gente pode ficar perdido, mas não basta escolher o modelo mais bonito, antes de tudo ele deve ser adequado para o tipo de problema de visão que você tem. “A armação também deve se encaixar com a anatomia da face para que os óculos fiquem alinhados com os olhos”, lembra Camila.

Então como saber a medida da armação? A medida mais importante da armação é a medida do seu aro. Essa informação você encontra em uma das hastes do seu óculos. O aro tem que se adequar ao seu tipo de rosto, não passar muito nas laterais, deixar com que as sobrancelhas apareçam parcialmente e ficar bem encaixado na base do nariz, sem escorregar.

Nos casos miopia acima de 4 graus, é indicado que sejam evitadas aquelas armações muito grandes, pois a borda da lente negativa, a lente que corrige este erro refracional, é mais espessa. Então quanto maior a armação, mais espessa será a lente nas bordas, tornando a lente mais pesada e não tão bonitas.

O raciocínio é inverso para graus de hipermetropias acima de 4, deve-se procurar armações maiores, pois as lentes positivas, que corrigem este erro refracional, são mais espessas no centro. Então, quanto maior a armação, mais delicada será as bordas.

  • Em casos de astigmatismo, o ideal é que não se faça armações curvas, que podem gerar imagens distorcidas.
  • Pessoas com presbiopia (dificuldades para enxergar perto) é indicado óculos pequenos para leitura.

“Já para aqueles que é recomendado o uso de lentes multifocais, as armações não podem ser muito pequenas, caso contrário, o espaço para os graus de longe, intermediário e perto será muito curto – o que dificulta a adaptação”, esclarece a médica.

 

Para modelos de óculos com mais de 4 graus

Para os pacientes míopes com graus mais elevados a orientação é evitar armações muito grandes. Isso porque, as lentes com mais de 4 graus de miopia são mais espessas na as bordas, então quanto maior a armação, mais grossa será a borda da lente. Então, dependendo do tamanho da armação que escolher, você pode ficar com aspecto de fundo de garrafa. Para disfarçar as bordas, a dica é escolher óculos com armação completa, diferente daquelas que só tem um fio de nylon embaixo.

Para os pacientes hipermetropes, podem abusar no tamanho da armação. Como as lentes são mais espessas no centro, as armações grandes permitem que as bordas das lentes sejam ainda mais finas.

Em todos os casos, deve-se atentar para que o conjunto armação+lente não fique muito pesado e machuque o rosto. Ao escolher a armação, coloque-a no rosto, sinta o peso, existem vários materiais que as deixam bem leve, como o carbono. Já as lentes, opte pelo com material de alto índice que permitem que seja reduzido a espessura e peso destas.

O aro é o fator mais importante para considerarmos. É ele que determina se temos um óculos grande – maior do que 55 mm – ou pequeno. Você encontrará esta informação gravada em uma das hastes dos seus óculos.

Se você apresenta entre -4 graus de miopia e +2 de astigmatismo, a primeira dica é evitar armações maiores do que aro 56 mm.

 

Modelos recomendados para mais de 4 graus

Quando se trata do modelo de óculos de sol com grau, o ideal para as lentes com mais de 4 graus são os modelos com aro fechado. Portanto, você pode escolher por armações menores no formato redondo e também as quadradas.

Modelo redondo
Armação quadrada

Saiba tudo sobre lentes que escurecem no sol

As lentes que escurecem no sol, na verdade, chamam-se lentes fotocromáticas ou fotossensíveis, sendo uma marca bem conhecida a Transitions (Essilor)— também são uma opção para quem busca óculos de sol com grau.

O modelo é indicado para quem tem sensibilidade a luz, pois escurecem ou clareiam de acordo com a luz do ambiente, sendo luz fria das lâmpadas ou luz natural, ou seja: escurecem quando estão expostas a ambientes bem claros e ficam transparentes quando o seu usuário encontra-se em um local escuro.

O principal intuito é simplificar a vida de quem utiliza óculos, dispensando a necessidade de trocar para óculos escuros com lente quando se sai ao sol, por exemplo.

São também são indicadas em casos especiais. “São altamente recomendadas aos pacientes com fotossensibilidade, comuns em quem tem olhos claros ou em algumas doenças como albinismo ou aniridia”, diz Camila.

 

Como escolher os óculos pela internet?

Para quem pretende escolher um novo modelo de óculos pela internet, a médica Camila Amaral recomenda comprar, no máximo, a armação. “Não indicamos a compra de lentes pela internet, pois a medição da DNP (distância naso-pupilar) e centralização da lente com o eixo pupilar, somente pode ser feito pessoalmente”, afirma. Esta centralização vai variar para cada armação escolhida.

Para quem gostou de um modelo pela internet, após receber a armação deve-se procurar uma ótica para que seja feita todas as medidas necessárias.

Sem experimentar, todo cuidado e informação deve ser feita antes da compra, como procurar saber o peso da armação. Armação com plaquetas, peças de plástico que se apoiam na base do nariz, dão mais firmeza da armação ao rosto.

Comentários