Melasma: o que é, sintomas e melhores tratamentos disponíveis

0 823

O melasma é uma condição de pele muito comum que atinge principalmente as mulheres. Descubra as causas e os melhores tratamentos para remover as manchas do rosto:

 

O que é melasma?

o que é melasma
Mariana Goldfarb

 

Trata-se de uma condição da pele que caracteriza-se pelo surgimento de manchas escuras na pele, geralmente alguns tons acima do natural.  Assim, é considerada uma espécie de hiperpigmentação onde há disfunção na concentração de melanina, deixando umas áreas mais escuras do que as outras.

Atinge principalmente a face e de modo bastante simétrico,com marcas correspondentes nos dois lados do rosto. Outras áreas do seu corpo que são frequentemente expostas ao sol (pescoço, colo, braços) também podem desenvolver essa condição, principalmente porque o sol é um dos agravantes do quadro.

Embora essa condição seja mais comum em mulheres, é interessante notar que homens também podem desenvolver quadros de melasma. Ainda assim, de acordo com a Academia Americana de Dermatologia, 90% das pessoas que desenvolvem melasma são mulheres, principalmente na faixa dos 25 aos 40 anos.

Ainda é importante notar que essas manchas escuras são muito comuns na gravidez e é possível que desapareçam completamente após a gestação. Se esse for o seu caso, vale aguardar alguns meses e observar a evolução do quadro.

 

Sintomas

hiperpigmentação na pele
Leah Behr

O principal indicativo de melasma são as manchas de tom castanho que geralmente aparecem nas bochechas, nariz, testa e queixo.

Também pode ocorrer no pescoço e antebraços. A descoloração da pele não causa nenhum dano físico, mas você pode se sentir incomodada com a aparência.

Por fim, vale notar que o melasma não causa coceira. Se as suas manchas mudarem de cor, tamanho, apresentarem coceira ou, ainda, sangramento, procure um médico imediatamente para fazer o diagnóstico correto.

 

Causas

 

Não está totalmente claro o que causa o melasma. De modo geral, indivíduos de pele mais escura correm mais risco do que aqueles com pele clara. A sensibilidade ao estrogênio e à progesterona também está associada à condição.

Isso significa que pílulas anticoncepcionais, gravidez e terapia hormonal podem desencadear melasma. Pensa-se que o estresse e as doenças da tireóide também contribuam para o quadro.

Além disso, a exposição ao sol pode causar melasma porque os raios ultravioleta afetam as células que controlam o pigmento (melanócitos).

 

 

 

Como faço para tirar manchas de melasma do rosto?

Antes e depois de tratamento para manchas de melasma
Reprodução

 

Hoje em dia é possível encontrar inúmeros tratamentos para se livras das manchas incômodas. Mas o principal mesmo é usar protetor solar sempre, mesmo no Inverno, para evitar a exposição aos raios violeta que podem gerar ou piorar a hiperpigmentação.

O melasma não tem cura. Por isso quem sofre com essa condição não pode esquecer jamais de reaplicar o filtro e manter ele na rotina. Esse é o principal passo para manter as manchas sob controle e ainda suavizar a aparência delas.

Além dos peelings químicos, você pode utilizar ácidos e tratamentos caseiros para suavizar as manchas causadas pela hiperpigmentação.

 

 

Os melhores ácidos e cremes para tratamento de melasma

famosas com manchas na pele
Daniela Albuquerque

 

Existem cremes que o seu profissional de saúde pode prescrever que podem clarear as manchas da pele. Eles também podem prescrever esteróides tópicos para ajudar a clarear as áreas afetadas. Se isso não funcionar, peelings químicos, dermoabrasão e microdermoabrasão são opções possíveis. Esses tratamentos retiram as camadas superiores da pele e podem ajudar a clarear manchas escuras.

No entanto, esses procedimentos não garantem que a condição não volte e alguns casos de melasma não podem ser completamente eliminados. Pode ser necessário retornar para as visitas de acompanhamento e seguir determinadas práticas de tratamento da pele para reduzir o risco de retorno. Isso inclui minimizar a exposição ao sol e usar protetor solar todos os dias, como explicamos anteriormente.

 

Ácido Tranexâmico

 

 

 

Ácido Kójico (Glycolic K – Ada Tina Italy)

 

Na sequência, outro queridinho do momento. Graças à sua poderosa combinação de ativos, Glycolic K clareia, ilumina e rejuvenesce a pele.

Isso porque a fórmula exclusiva combina Ácido Glicólico 8% – alfa-hidroxiácido com ação renovadora celular, esfoliante, clareadora e anti-idade – e Ácido Kójico 6% – clareador de origem natural, que reduz a biossíntese da melanina.

 

 

 

Peeling químico

 

Além dos ácidos, o peeling químico também pode ajudar no controle da condição. No vídeo a seguir você confere o relato e diário de recupeçarão da a dermatologista Cintia Cunha , que explica tudo sobre o procedimento.

 

 

Tratamentos naturais para melasma

como tratar manchas naturalmente
Deanna Stag

 

Por fim, além de ácidos, peelings, filtro solar e dermocosméticos, alguns ingredientes naturais podem ser aliados na rotina de beleza contra as manchas.

Apesar disso, fuja de receitas milagrosas que usam água oxigenada, fermento, limão ou bicarbonato de sódio, pois esses ingredientes podem piorar o quadro e causar uma reação alérgica grave, além do potencialmente piorar as manchas.

Assim, se a ideia for tratar naturalmente, saiba que existem opções melhores. É fato, por exemplo, que o óleo de rosa mosqueta ajuda a acalmar e tratar profundamente a pele, suavizando a hiperpigmentação. Outra opção interessante é o óleo de copaíba, que é excelente para tratar condições da pele como a psoríase e melasma.

Entre as máscaras de argila, as mais indicadas são a branca e a rosa, que auxiliam no processo e podem ser repetidas semanalmente, como um complemento.

Por fim, o óleo essencial de vetiver também clareia manchas da pele e pode ser adicionado aos óleos vegetais, criando um sérum natural antimanchas.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy