Chá de espinheira santa: para que serve e como preparar

1 3.842

Famoso no tratamento de úlceras e problemas gástricos, o chá de espinheira santa é alternativa fitoterápica para quem busca opções mais naturais de tratamento de enfermidades. A espinheira santa é o nome popular da planta medicinal Maytenus ilicifolia, que pode ser encontrada na região sul do Brasil e tem uso bastante popularizado em todo o país.

Os potenciais de tratamento do chá são muitos, e sua eficácia é destaque no combate às dores de estômago, gastrite, úlcera, azia e queimação. Para saber mais sobre os benefícios dessa bebida, entender qual a posologia ideal e saber como preparar o seu chá, confira este artigo completo sobre a milagrosa bebida!

 

Planta espinheira santa
Foto: Reprodução/Pinterest

Para que serve o chá de espinheira santa?

De acordo com o Ministério da Saúde, a espinheira santa é uma planta que possui “agentes terapêuticos para o tratamento de afecções gástricas”, ou seja, seu chá é um tratamento natural para males digestivos como dores de estômago, gastrite, úlcera, azia e queimação.

Isso porque a planta contém:

  • Epigalocatequina: um antioxidante natural, com potencial cicatrizante, que ajuda a tratar lesões ulcerosas no estômago, uma vez que controla a produção de ácido clorídrico no órgão.
  • Ácidos tônico e silícico: possuem ação antisséptica e cicatrizante.
  • Fridenelol: um óleo essencial, que garante um efeito gastroprotetor.
  • Taninos: compostos naturais que têm poder analgésico e antisséptico, uma vez que paralisam as fermentações gastrintestinais.

 

Chá de espinheira santa
Foto: Reprodução/Pinterest

Desta forma, o chá de espinheira santa promete ser uma solução natural para tratamento de enfermidades e alívio de dores na região digestiva do corpo. Entre seus benefícios, estão:

1. Ajuda a tratar gastrite

A espinheira santa é uma planta muito indicada para tratar gastrites, pois ameniza dores no trato digestivo como um todo. O chá conta com propriedades antissépticas, cicatrizantes, antioxidantes e ajuda muito a reduzir a acidez gástrica, diminuindo a sensação de queimação e promovendo bem-estar.

2. Chá de espinheira santa tem poder cicatrizante

O chá de espinheira santa tem ação antisséptica e cicatrizante, contudo devido à presença dos ácidos tônico e silícico. Desta forma, pode aliviar o desconforto de quem sofre com úlceras estomacais

Mulher tomando chá
Foto: Mathilde Langevin/Unsplash

3. Alívio de gases

O chá de espinheira santa interrompe as fermentações gastrointestinais. Por isso, menos gases e alívio do desconforto.

4. Propriedades diuréticas e laxativas

O chá estimula também a produção de urina, ou seja, auxilia na eliminação de toxinas do organismo. Ainda, é uma ótima opção para quem tem prisão de ventre, já que ajuda também no funcionamento intestinal.

 

Quer aprender receitas de chás diuréticos que funcionam? Então aproveite para conferir a Academia De Chás, onde você vai aprender a fazer o famoso Chá Secreto da Camila Monteiro e muitas outras combinações para acelerar a perda de peso.

Como preparar chá de espinheira santa?

A orientação é preparar o chá por infusão, e a quantidade recomendada é de 3g de folhas secas de espinheira santa para 150ml de água, conforme consta na Cartilha de Plantas Medicinais desenvolvida em 2018 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a Prefeitura Municipal de Campinas. Além disso, o chá deve ser ingerido de 3 a 4 vezes ao dia, 1 hora após as refeições e 1 hora antes de dormir.

Chá de espinheira santa
Foto: Christian Rhonne/Unsplash

A cartilha propõe que o tratamento em torno da ingestão do chá dura 28 dias. Sobretudo, a preparação do chá em si é simples e comum: ferva a água e insira a quantidade ideal das folhas da espinheira santa debaixo da água, e deixe a infusão acontecer por pelo menos 5 minutos. Em seguida, coe e beba normalmente.

Contudo, um fator relevante sobre esse chá é que ele deve ser ingerido logo após o preparo – pois suas propriedades e seus benefícios diminuem consideravelmente depois de um certo tempo, ou seja, não é o chá ideal para armazenar e beber posteriormente.

Dicas extras

Há também a versão cápsula da espinheira santa. Neste caso, tome 2 cápsulas, 3 vezes ao dia. De qualquer forma, confira sempre as recomendações do fabricante das cápsulas – informações sobre posologia constam no verso das embalagens.

Devido ao seu alto potencial anti-inflamatório, é possível realizar compressas com o chá de espinheira santa para tratar possíveis lesões de pele, como acnes, uma vez que os ativos da planta aceleram o processo de cicatrização. 

Planta espinheira santa
Foto: Freepik

Além disso, é possível tratar outras lesões de pele como herpes e eczema de forma natural com esta planta medicinal. Para mais informações, consulte sempre um fitoterapeuta. Entretanto, em casos de alergias, suspenda o uso e sempre busque orientações com um dermatologista.

Há alguma contraindicação para o chá de espinheira santa?

Grávidas, lactantes e crianças com menos de 6 anos não podem ingerir esse chá. Também é preciso cuidado ao ingerir o chá caso você esteja tomando outros remédios, pois a bebida pode interferir no desempenho dos medicamentos. 

Portanto, na dúvida, consulte sempre um médico ou fitoterapeuta, e busque por orientações personalizadas.

Gostou? Então leia também:

Banho de boldo para purificação, limpeza espiritual e descarrego

Chá de melissa ajuda a aliviar o estresse e promove um sono tranquilo

+Chá de poejo é calmante, expectorante e induz um sono tranquilo

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy