Ácido fólico: conheça os benefícios, para que serve e ingestão recomendada

0 172

O ácido fólico é uma forma sintética de folato. Como esse nutriente é vital para o organismo, manter os bons níveis sanguíneos é de extrema importância.

 

O que é ácido fólico?

o que é e pra que serve ácido fólico
Reprodução

 

O ácido fólico é uma vitamina sintética solúvel que serve como a versão artificial do folato, uma vitamina natural do complexo B que é encontrada em muitos alimentos. Uma vez que o corpo não pode produzir folato, é preciso obter essa vitamina através da ingestão alimentar.

Embora as palavras folato e ácido fólico sejam frequentemente usadas quase como sinônimos, essas são vitaminas distintas.

O ácido fólico sintetizado difere estruturalmente do folato e, por esse motivo, apresenta efeitos biológicos ligeiramente diferentes no organismo. Dito isto, considera-se que ambos contribuem para uma ingestão alimentar adequada.

 

Deficiência de folato

 

O corpo humano precisa de folato para realizar uma ampla variedade de funções críticas, incluindo:

  • síntese, reparo e metilação (a adição de um grupo metil) do DNA
    divisão celular;
  • conversão de homocisteína em metionina, um aminoácido usado para síntese de proteínas ou convertido;
  • em S-adenosilmetionina (SAMe), um composto que atua como um doador primário de metila no corpo e é necessário para inúmeras reações celulares;
  • maturação dos glóbulos vermelhos

 

Como você pode perceber, o folato está envolvido em vários processos metabólicos vitais. Portanto, a deficiência leva a uma série de resultados negativos para a saúde, incluindo anemia megaloblástica, aumento do risco de doenças cardíacas e ainda certos tipos de câncer e defeitos congênitos em bebês cujas mães tinham deficiência de folato.

 

Causas da deficiência de folato

 

A deficiência de folato pode ter várias causas, incluindo:

  • gravidez;
  • baixa ingestão alimentar;
  • alcoolismo;
  • acloridria ou hipocloridria (ausência ou redução de ácido estomacal);
  • uso de drogas que afetam a absorção de folato, incluindo metotrexato e sulfassalazina
  • doenças ou cirurgias que afetam a absorção de folato no sistema digestivo (como, por exemplo, doença celíaca, circulação gástrica e síndrome do intestino curto):
  • anemia hemolítica;
  • diálise.

Ingestão diária recomendada

ingestão diária de folato
Super Clube Fit

 

As reservas de folato no corpo variam entre 10 e 30 mg, sendo a maioria armazenada no fígado, enquanto a quantidade restante é armazenada no sangue e nos tecidos. Os níveis normais de folato no sangue variam de 5 a 15 ng / mL.

Os adultos precisam de cerca de 400 mcg de DFE de folato por dia para repor as perdas diárias de folato. Já as mulheres grávidas e lactantes precisam ingerir 600 mcg e 500 mcg de DFE de folato por dia, respectivamente. (1)

A Ingestão Diária Recomendada (IDR) de folato para bebês, crianças e adolescentes é a seguinte (2):

  • Nascimento aos 6 meses: 65 mcg DFE
  •  7 a 12 meses: 80 mcg DFE
  • 1 a 3 anos: 150 mcg DFE
  •  4 a 8 anos: 200 mcg DFE
  • 9 a 13 anos: 300 mcg DFE
  • 14-18 anos: 400 mcg DFE

As principais fontes de folato e ácido fólico

fontes naturais de folato ácido fólico
Reprodução

 

Segundo o site Healthline, o folato é encontrado em vários alimentos vegetais e animais, incluindo espinafre, couve, brócolis, abacate, frutas cítricas, ovos e fígado bovino.

Já o ácido fólico, por outro lado, é adicionado a alimentos como farinha, cereais de o café-da-manhã e pão. Além disso, o ácido fólico também é vendido na forma concentrada em suplementos alimentares.

Qual é a função do ácido fólico no organismo?

 

Por fim, uma pesquisa mostrou que baixos níveis de folato no sangue estão associados à má função cerebral e a um risco maior de demência. Mesmo níveis normais, mas baixos de folato, estão associados a um risco aumentado de comprometimento mental em adultos em idades mais avançadas. (3)

Além disso, estudos demonstraram que os suplementos de ácido fólico podem melhorar a função cerebral em pessoas com deficiência mental e ajudar a tratar a doença de Alzheimer.

Outros estudos mostram que os suplementos de ácido fólico e folato podem reduzir os sintomas depressivos quando usados em conjunto com medicamentos antidepressivos. Isso porque foi demonstrado que pessoas depressivas têm níveis mais baixos de folato no sangue do que pessoas que não apresentam a condição.

Também é comprovado que a suplementação com ácido fólico pode reduzir os níveis de homocisteína e o risco de doença cardíaca. Por exemplo, uma revisão que incluiu 30 estudos e mais de 80.000 pessoas demonstrou que a suplementação com ácido fólico levou a uma redução de 4% no risco geral de doenças cardíacas e de 10% no risco de acidente vascular cerebral (4)

Entre os inúmeros benefícios do folado e da suplementação com ácido fólico, também vale destacar que uma maior ingestão pode auxiliar no controle do açúcar do sangue e reduzir a resistência a insulina.

Quem está tentando engravidar também pode se beneficiar, já que foi demonstrado que o consumo de suplementos com mais de 800mcg ao dia pode aumentar a fertilidade.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy