Tudo o que você precisa saber sobre a história do biquíni cintura alta

0 304

O primeiro biquíni foi desenhado pelo estilista francês Louis Réard, lá em 1946, e desde então a peça passou por mudanças significativas de estilo, tecidos e, claro, conforto. Na linha do tempo a seguir você confere a história do biquíni cintura alta – também chamado de hot pants -, uma peça que nasceu para burlar a censura do cinema em Hollywood e nunca mais saiu de moda.

Marilyn Monroe veste biquíni cintura alta de bolinhas

Antes do modelo de biquíni que conhecemos atualmente existir, a moda praia era pouco confortável. As roupas de banho eram feitas de algodão ou linho e pesavam muito quando molhadas. As mulheres usavam um conjunto composto por duas peças, em que a calcinha era de cintura alta e continha um laço de enfeite. Jacques Heim foi o nome por trás deste modelo, criado em 1932, mas o umbigo não era mostrado e as estampas eram geralmente com flores ou bolinhas.

O recorte obedecia as regras de Hollywood, que naqueles anos era vista pelo resto dos Estados Unidos como a “cidade do pecado”. O problema era tamanho para a sociedade americana que então foi criado em 1934 um conjunto de regras, chamado ‘Código de Hays’. A espécie de manual proibia que os filmes mostrassem encontros inter-raciais, “beijos luxuriosos” e até o umbigo, o que significa que todas as partes inferiores de duas peças tinham que chegar até a cintura. Foi aí que nasceu o biquíni com cós alto nas telas do cinema – e fora delas também.

A evolução do biquíni cintura alta

Foi apenas após a Segunda Guerra Mundial que o umbigo teria seu momento. Louis Réard apresentou ao mundo fashionista seu novo look que apelidou de bikini, em homenagem a Ilha de mesmo nome, usada no programa de testes nucleares pelos EUA. O escassíssimo maiô de duas peças que, como se cria mais tarde, mostra tudo, mas esconde o essencial, causou o efeito de uma verdadeira bomba.

Modelo de biquíni hot pant, acima do umbigo, usado na década de 1940

Ao chegar a década de 1950, o triunfo das pin-ups, com suas roupas (inclusive de banho) de cintura-alta, fez com que o biquíni se tornasse um meio de valorizar um físico cheio de curvas de uma maneira cômoda e sexy. Uma das grandes ídolas dessa fase foi Marilyn Monroe, inesquecível com seu maiô inteiramente branco. No Brasil, foi apenas no final da década de 1950 que vedetes como Carmen Verônica e Normal Tamar começaram a ser vistas por Copacabana com as duas peças.

Hot pant, uma conquista feminina

Enquanto as roupas de baixo com cós alto foram projetadas, principalmente, para esportes e moda praia, os anos de 1960 trouxeram as “hotpants”. O termo usado genericamente para descrever shorts extremamente curtos com Mary Quant, a mesma criadora da minissaia.

 

Mulheres na década de 60 vestem hot pant criado pela estilista Mary Quant

A estilista foi uma visionária e ajudou as mulheres a transcender as fronteiras do que se esperava delas. Ela lançou as bases para o feminismo na moda, projetando roupas para as mulheres com base em como elas querem se sentir, em vez de como elas devem parecer.

No Brasil desde de 2010 essa peça vem aparecendo como tendência. Seja na moda praia ou no casual, a lógica do modelo é ser cavadp na perna e acima do umbigo. As hot pants proporcionam um visual descontraído e atual se usadas com harmonia. É uma peça muito sensual, mas se usada corretamente, demonstra segurança e passa a imagem de uma mulher que conhece seu estilo. Hoje, ela surge com versões mais modernas, com novos tecidos e estampas

Cintura alta nunca sai de moda

A elegância do biquíni hot pant é ótima para os indecisos. É bem no meio entre uma peça de banho padrão de duas peças e uma roupa de banho completa. Você pode misturar e combinar suas partes superiores e inferiores, trocando peças individuais e vestindo-as com a peça de banho que você já conhece e ama. E por causa da cintura mais alta, você obtém uma cobertura extra, se quiser.

 

modelo veste biquíni hot pant da marca Pajaris

No hot pant o comprimento super curto e cavado em corte “v” – algo entre a calcinha e o short, esse é um tipo de biquíni que coloca a silhueta mais em evidência do que os modelos normais. Ele costuma esconder somente a barriga, deixando o bumbum mais à mostra e valorizando-o, ao mesmo tempo em que afina a cintura.

Os biquínis de cintura alta são clássicos – lembram os anos 50, mas nunca estão desatualizados ou fora de moda. E, assim como um ótimo par de jeans de cintura alta, fica ótimo todo mundo. Não é de admirar que ainda seja uma das principais silhuetas de natação décadas depois.

É uma peça muito sensual, mas se usada corretamente, demonstra segurança e passa a imagem de uma mulher que conhece seu estilo. Se você ficou morrendo de vontade de experimentar o modelo ou renovar sua moda praia, escolha sua peça na Pajaris e descubra-se.

Veja os modelos disponíveis na nossa loja virtual: e siga-nos no Instagram e no Facebook para acompanhar as novidades da moda praia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy