Thaila Ayala gera polêmica ao lançar marca de roupas ‘VIR.US.2020’

0 92

Thaila Ayala usou sua conta nas redes sociais para anunciar um novo projeto: uma marca de roupas chamada ‘VIR.US.2020’, inspirada no novo coronavírus. A ideia, no entanto, não agradou o público que a acusou de romantizar a doença, que já matou quase 37 mil pessoas no Brasil.

Marca de roupas Thaila Ayala

“Em meio a esse caos nasceu @vir.us.2020 com o intuito de trazer conforto e um pouco de alegria pra vocês!”. Segundo Thaila, a empresa surgiu durante uma conversa de quarentena e entrou em sua terceira semana de produção.

Thaila Ayala
O retorno, porém, foi repleto de críticas

No último sábado, dia 6, a artista compartilhou um comunicado a respeito da inauguração do novo negócio. “Um vírus fez estremecer o planeta, fechar fronteiras, monitorar governos, segregar pessoas, amedrontar consciências e trancar portas. Imagina quando for o vírus do amor, da empatia e da união entre todos os seres? A Virus 2020 convida vocês para viralizar o melhor da vida e construir um novo mundo mais colorido, vamos juntos”.

Thaila Ayala ainda respondeu alguns seguidores com o intuito de justificar a escolha do nome. “A ideia realmente veio do coração na melhor das intenções. Afinal é um verbo transitivo direto, intransitivo e pronominal tornar viral, fazer com que algo seja compartilhado por um grande número de pessoas… esperamos que o amor e a empatia viralize logo”, escreveu.

O retorno, porém, foi repleto de críticas

Em contrapartida, a marca recebeu críticas do público

A reação do público, no entanto, foi majoritariamente negativa. “Minha filha, que realidade paralela é essa que você vive?”, questionou um seguidor nas redes sociais.

Ao lado do marido Renato Goés ,  ela publicou uma imagem para mostrar a nova marca, onde escreveu na legenda: “Thaila, isso é desumano!”, declarou uma seguidora. “Não é possível que isso seja real”, concordou a outra. “O lucro é destinado pra alguma causa em?” perguntou mais uma. “Apaga, por favor”, sugeriu outra pessoa.

“Que legal. As famílias das milhares de pessoas mortas pelo vírus devem amar esse nome”, afirmou outro.” O lucro é destinado pra alguma causa em benefício das vítimas do verdadeiro vírus 2020 ou é só em benefício próprio mesmo?”, perguntou uma seguidora.

No entanto, a marca ganhou um novo nome

Após as críticas, Thaila fez um reposicionamento da marca. Além de alterar o nome, algumas publicações  também foram removidas do ar. No novo texto, escreveu:

“Somos uma marca nova e atenta, comprometida a escutar, trocar experiências, ser criativa e diversa. Queremos cada vez mais ter um canal aberto com vocês, adoramos ouvir e por isso nos inspiramos a mudar nosso nome. Agora somos a AMAR.CA.”

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy