Cinco mitos sobre o feminismo que ainda contam por aí

0 24

Embora seja um assunto cada vez mais em alta, o movimento feminista ainda é cercado de muitas dúvidas. Isso porque, para algumas pessoas, o conceito de feminismo ainda não está muito claro. Tem gente que pensa, por exemplo, que o movimento feminista quer acabar com os homens ou que toda feminista é lésbica. Mas não é por aí. Basicamente, o feminismo fala sobre a luta pela igualdade entre homens e mulheres em todos os segmentos e sobre a liberdade. A ideia principal é que nenhum gênero seja oprimido, injustiçado ou discriminado. Saiba quais, além desses, são os cinco principais mitos sobre o feminismo que ainda contam por aí.

Mitos sobre o feminismo
Foto: Pixabay

Cinco mitos sobre o feminismo

Feministas odeiam homens

Com certeza, esse é um dos principais mitos sobre o feminismo porque é um dos mais comuns de se ouvir por aí. Como já dissemos anteriormente, a luta do movimento feminista é pela igualdade entre homens e mulheres. Feminismo não é sobre acabar com os homens e sim com o machismo e a opressão causada por ele. Inclusive, existem muitos homens que são pró-feministas (apoiadores dos ideais do movimento). Não dá para dizer que eles se odeiam só porque defendem, assim como o feminismo, a igualdade entre os gêneros.

Toda feminista é lésbica

Esse mito sobre o feminismo é um complemento do primeiro. Partindo da ideia de que feministas odeiam homens, muita gente também acredita que todas são lésbicas, ou seja: só se relacionam com mulheres. E mais: usam esse argumento como xingamento. No entanto, feminismo não tem relação com a orientação sexual de cada um. O movimento feminista procura acolher todas as mulheres, independentemente de suas características pessoais. Fora isso, ainda vale dizer que não há nada de pejorativo ou errado em ser lésbica e qualquer mulher – mesmo aquela que não apoia o movimento – pode se relacionar com outras mulheres.

Feminismo é o contrário de machismo

Pela definição, machismo significa orgulho masculino em excesso e negação da igualdade de direitos. Em outras palavras, uma pessoa machista é aquela que acredita que homens são naturalmente superiores às mulheres. Quem nunca ouviu alguma colocação de cunho machista como “mulher no volante perigo constante”? Ou então “lugar de mulher é na cozinha”? É exatamente esse tipo de ideia que diferencia machismo de feminismo. O movimento feminista quer apenas promover o ideal de que homens e mulheres são igualmente capazes e têm lugares compatíveis na sociedade e que, por isso, nenhum gênero deve ser dominante.

Movimento feminista
Foto: Justin Kilian

Feministas não se depilam

A ideia de que feministas não se depilam ou que não se cuidam de uma forma geral é um dos principais mitos sobre o feminismo porque, na verdade, o movimento feminista é sobre a liberdade da mulher de ser exatamente como ela quiser. O feminismo entende que a padronização estética é uma imposição que recai especialmente sobre as mulheres. Deixar de se depilar não torna uma pessoa suja e não transforma a mulher em homem. É apenas uma questão de escolha. Assim como uma mulher que se depila não deixa de ser feminista só por isso.

O feminismo não agregou nada à sociedade

Esse é um dos mitos sobre o feminismo que, muitas vezes, é repetido por mulheres mais jovens. No entanto, historicamente, o movimento feminista já mudou muitas coisas na sociedade. Imagina precisar de permissão do marido para trabalhar, não poder frequentar a escola ou, quem sabe, não poder votar? Para as mulheres, isso já funcionou dessa maneira e essas mudanças estão relacionadas ao movimento delas em busca de uma sociedade mais igualitária. Alguns avanços são recentes. Foi apenas na Constituição de 1988 que as mulheres foram incluídas como cidadãs com os mesmos direitos dos homens, por exemplo.


Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy