Médicas postam selfies de biquíni em protesto contra estudo machista

Pesquisa gera revolta por vasculhar redes sociais das profissionais em busca de postagens “não profissionais”

0 10.825

Aparecer de biquíni nas redes sociais faz com que uma mulher seja menos profissional? Foi o que insinuou um estudo norte-americano ao analisar o comportamento de profissionais da saúde na internet. A repercussão não foi nada boa, e as médicas reagiram com um protesto virtual contra o machismo.

Usando a hashtag #MedBikini, médicas dos Estados Unidos começaram a postar selfies de biquíni só para contradizer o estudo. Elas fizeram questão de ressaltar suas qualidades profissionais nas postagens para ironizar o tom usado pelos pesquisadores. 

De acordo com o DCI, o estudo foi publicado em dezembro de 2019 no Journal of Vascular Surgery, mas só veio à tona na última semana. Os pesquisadores usaram perfis falsos para analisar 235 perfis de residentes médicos. Por fim, concluíram que 61 deles apresentaram conteúdos “provocativos”, “inapropriados” e “não profissionais”, tais como fotos de biquíni ou consumindo bebidas alcoólicas. 

Médica protesta de biquíni

 

Protesto de biquíni Assim, em pleno verão norte-americano, as médicas fizeram questão de postar selfies com trajes de banho protestando contra o estudo. “Sinto muito que o meu biquíni ofenda toda a polícia do profissionalismo por aí”, escreveu uma delas. “Como ela ousa ser uma médica e uma pessoa normal que usa biquíni na praia!”, publicou outra.

Depois que o protesto das médicas ganhou repercussão, um dos autores do estudo postou um pedido de desculpas no Twitter. “Percebemos que a definição de profissionalismo está mudando rapidamente na medicina”, reconheceu o pesquisador Jeff Siracuse.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy