Home Office: 5 dicas para aumentar a produtividade em casa

1 22

Não tem como pensar em produtividade em casa, sem citar a procrastinação. O ato de deixar para depois, vem disfarçado de perfeccionismo e atrapalha principalmente os momentos de lazer. Por quê? Porque quando empurramos o trabalho com a barriga, muitas vezes somos obrigados a sacrificar nosso tempo livre. Por isso, antes de pensar em produtividade, pense em como colocar tudo no prazo. Segundo o pesquisador americano Piers Steel, autor do livro The Procrastination Equation, em livre tradução A Equação da Procrastinação, são cinco os principais motivos que nos leva a procrastinar. E ele ainda nos dá a dica de como controlar tudo isso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. 1. Produtividade em casa: deixe as tentações para depois

As distrações são a principal causa de atrasos. Por exemplo, você começa aquele trabalho e resolve dar uma olhadinha nas redes sociais ou levanta para pegar um café. No meio do caminho, percebe que as plantas precisam de água e decide dar uma volta com o cachorro. Pronto, já começou a desperdiçar o tempo. Mas a culpa é sua? Na verdade não, é do seu sistema límbico, a parte do cérebro que antecipa o prazer. Por causa dele, basta o celular vibrar para você já imaginar uma noticia boa chegando.

Como controlar as tentações no Home Office

  • Desligue a internet. Sim, é radical, mas necessário. Pelo menos pelo tempo suficiente para terminar a atividade que se propôs a fazer.
  • Limpe e organize sua área de trabalho. Na verdade, quanto mais vazia, melhor. Ou seja, evite objetos que levem seu pensamento para longe, como porta-retratos, blocos de anotação etc.
  • Isole-se. Escolha um canto de preferência silencioso e bem iluminado.
  • Evite acordar e ir direto trabalhar. Deixe a mente relaxar antes, lendo as noticias enquanto toma café, ou praticando uma atividade física. Isso faz com que seu foco fique mais direcionado quando começar o expediente.
  • Se divide sua casa com mais pessoas, inclusive filhos, acorde antes de todos para poder se organizar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2. Home Office: comece pelo mais importante

Quem procrastina em casa tem o hábito de deixar o que é mais importante para o final. Errado! Nesse momento a mente já está sobrecarregada e começa a refletir o cansaço no corpo. Daí, quando o prazo aperta, de nada adianta virar a noite já que o seu rendimento estará prejudicado. E claro, no dia seguinte vai ser pior ainda. Então priorize o que “tem” que terminar.

Como se programar melhor para a produtividade em casa

  • Comece pelo mais complicado. Muitas vezes procrastinamos porque temos uma ideia pré-concebida da atividade. Mas, é só começar a resolver tudo que o cérebro percebe que não era tão difícil assim.
  • Adote a técnica Pomodoro, programando atividades que terá que resolver em 15 minutos e durante esse tempo concentre-se e não perca o foco. Mas, se não for tempo suficiente, programe mais 15 minutos. Tente não ultrapassar uma hora para finalizar cada tarefa. No final se dê uma recompensa de 5 minutos, que pode ser estivar as pernas ou tomar um café. Volte e reinicie.
  • Tente dormir e acordar no mesmo horário. Isso ajuda a programar também seu relógio biológico que te dará energia durante o dia e tranqüilidade a noite.
  • Pare de navegar na internet pelo menos uma hora antes de dormir. Acredite: a luz do celular somada às informações que verá ficarão girando na sua mente durante a fase inicial do sono e podem até gerar insônia.
  • Pare de usar o botão Soneca do celular. Em resumo, enrolar na cama atrapalha a produção de hormônios e aqueles quinze minutos a mais podem, literalmente, azedar seu dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3. Produtividade em casa: procure novos estímulos

Se o seu trabalho é do tipo “igual todo santo dia”, é preciso procurar novos estímulos. Quanto mais monótono, burocrático ou repetitivo ele for, pior. É normal se desinteressar por essas atividades, então prepare-se para encarar esse trabalho como um verdadeiro desafio. Como? Assim:

  • Crie uma competição interna com você mesmo. Primeiro, calcule o tempo para realizar uma atividade e desafie-se a finalizá-la na metade do tempo.
  • Quando conseguir vencer seus próprios desafios, premie-se. Em resumo, cCurtir a sensação de recompensa pode virar um hábito e isso faz seu trabalho fluir mais fácil.
  • Não questione o trabalho. Quando tiver que terminar algo, apenas se prontifique a realizá-lo e só. De qualquer forma, se for preciso, assuma o papel de herói e só depois de finalizar o que precisa é que dirá aos vilões que o trabalho “quase” atrasou por causa deles, mas você salvou o dia.

 

 

4. Vença sua insegurança

Muitas vezes, a insegurança e o medo atrasam o trabalho. Isso porque tememos o fracasso sempre. Isso não é perfeccionismo. Na verdade, os verdadeiros perfeccionistas são os primeiros a começar algo que tem que fazer, já calculando o prazo adequado para finalizá-lo. Mas como vencer esses medos e ansiedades? Tente isso:

  • Divida o que tiver que fazer em partes, seguindo um cronograma bem planejado, e não pense no todo. Ou seja, vá realizando cada processo de forma independente. Por exemplo, no primeiro momento concentre-se na pesquisa, depois edite todas informações e só por fim, revise finalizando o texto. Se cada etapa tiver um começo, meio e fim, fica mais fácil vencer a ansiedade e a confiança, com certeza, vai aumentar a cada passo.
  • Procure uma atividade paralela que aumente sua auto-estima, mesmo que não tenha nada a ver com seu trabalho. E compare-se, por exemplo, se eu consegui fazer isso na aula de Yoga ou na meditação, vou conseguir resolver essa questão profissional com o mesmo empenho e foco.
  • Escolha atividades que tem a ver com seus talentos. Ou, se não puder, se especialize ao máximo no trabalho que tem que realizar.

produtividade em casa, agenda para listar prioridades no home office

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5. Produtividade em casa: repita sempre “Papai Noel não existe!”

De nada adianta procrastinar acreditando que “tudo dará certo no final”. Pensamento positivo não conclui atividades. Também não confie no excesso de confiança do tipo “eu tiro de letra”, porque acredite, imprevistos acontecem. Otimismo é bom, mas sem exageros. Por isso:

  • Evite acumular atividades simultâneas. Em resumo, liste as atividades calculando o tempo necessário (verdadeiro!) para cada uma. Vá riscando o que conseguir finalizar e não pule para a próxima até concluir a anterior.
  • Liste também os prós e contras de terminar o trabalho no tempo. Muitas vezes, sentindo que teremos prejuízo na imagem ou no bolso, nos deixa mais conscientes.
Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy