História do blush muito além da maquiagem

0 66

Um dos itens mais desejados da maquiagem e presente em quase todas as nécessaires das mulheres, o blush já está na história há muito tempo.  Desde uma maquiagem mais simples para o dia a dia, mesmo sem base ou em uma maquiagem ‘rebocão’ para uma festa noturna, esse produtinho de beleza está presente para transformar o visual.

Desde o seu surgimento, o blush passou por diversas modificações e continua passando ao longo dos anos. Se por muito tempo foi um produto em pó, atualmente surgiram novidades líquidas. Além disso, atualmente existem uma infinidade de tons, assim ficando harmônico em qualquer tom de pele, seja nas mais brancas até nas mulheres mais retintas.

história do blush
História do blush (Foto: Reprodução/Freepik)

Como surgiu o blush?

O nome vem do inglês e sua tradução significa ‘corar’. E é essa a função desse produto de maquiagem. É aplicado geralmente nas maçãs do rosto para trazer um aspecto saudável ao rosto e corrigir a assimetria do mesmo. Segundo historiadores, o blush surgiu na Grécia Antiga e era feito a partir de diversas misturinhas.

Nessa época, as mulheres criavam essa mistura pastosa para aplicar na face e cada uma usada uma matéria prima diferente. Geralmente os produtos eram de origem vegetal com pigmento natural, como açafrão, frutas ou minerais como argila. Além disso, também haviam mulheres que faziam esse pigmento caseiro de origem animal.

história do blush
Filme Duas Rainhas (Foto: Reprodução)

Uma receita bem antiga e que foi registrada do blush, aconteceu no século 5 a.C, por Aristófanes, que fez uma mistura de tinta vermelha e gordura. Mas sua variedade não parou por aí. Vindo mais próximos de nós na história, as europeias usam o pó da madeira do pau-brasil, uma árvore de origem brasileira que foi explorada e essa matéria prima chegou a ser usada até 1920.

Em seu surgimento, as mulheres e o homens não tinham conhecimento das matérias primas usadas e com isso muitas vezes podiam ser tóxicas, prejudicando severamente a saúde de quem aplicava. Mas com o tempo, assim como diversos outros produtos, surgiram blushs que não agridem a pele.

Primeiro blush a ser comercializado

No século 18, um criador de uma das marcas mais famosas de maquiagem e que está no mercado até os dias atuais, Alexandre Bourjois, criou o primeiro blush para ser comercializado. A criação aconteceu na França e era feita a base de beterraba e frutas. Na época, o produto de beleza não ganhou esse nome quando começou a ser vendido, era chamado de Rouge. Apenas nos anos 80 que o nome rouge ficou de lado e passou a se chamar blush.

história do blush (2)
@bourjoisparis (Foto: Reprodução/Instagram)

Como é feito o blush?

Há muitos anos no mercado, atualmente existem produtos feitos especialmente para cada tipo de pele. Mas em sua grande maioria, o blush é feito a base de pó como talco (silicato de magnésio), mica (um silicato de magnésio e alumínio), sericita (um tipo de mica hidratada) e caulinita ou caulim. Os componentes químicos podem mudar de uma marca para outra.

Como fazer blush natural?

Em busca de uma vida com menos produtos químicos, principalmente para mulheres que sofrem alergias, surgiram produtinhos naturais de maquiagem, incluindo o blush. Atualmente, existem lojas que vendem esse produto natural, mas também é possível fazer em casa, com poucos produtos. Veja abaixo algumas alternativas para experimentar:

Blush natural com 3 ingredientes

blush natural
História do blush (Foto: Rubia Home/Reprodução)

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de araruta em pó
  • 3 colheres de sopa de flores de hibisco em pó
  • Uma pitada de cacau em pó (opicional)

Modo de preparo

  1. Em um recipiente de armazenamento para blush, adicione os três ingredientes e mexa até formar a cor que desejar. Se quiser mais rosado, dispense o uso do cacau em pó, caso queira um vermelho mais forte, é só adicionar mais hibisco.
  2. Teste diversas quantidades para obter cores diferentes e encontrar o melhor tom para você.

Por: Rubia Home

Blush cremoso

Ingredientes

  • 1 colher de chá de manteiga de karité
  • ½ colher de chá de cera emulsificante
  • 1 colher de sopa de gel de babosa
  • ½ – 1 colher de chá de pó de cacau
  • ½ – 1 colher de chá de pó de mica

Modo de preparo

  1. Prepare o banho-maria. Encaixe duas panelas e preencha a de baixo com 2,5-5 cm de água. Leve tudo ao forno e ligue o equipamento à temperatura média.
  2. Se não puder preparar o banho-maria, preencha uma panela grande com 2,5-5 cm de água e encaixe uma tigela grande nela. O fundo dessa tigela não deve tocar a água.
  3. Leve uma colher de chá de manteiga de karité e ½ colher de chá de cera emulsificante à panela (ou tigela) superior do banho-maria.
  4. Aqueça a manteiga de karité e a cera no banho-maria até que ambos derretam. Mexa bem os ingredientes com uma colher ou espátula para ajudar a deixar o processo mais uniforme.
  5. Remova as panelas do banho-maria do forno. Quando a manteiga e a cera estiverem completamente derretidas, desligue o equipamento e leve tudo a uma superfície que resista ao calor. A mistura deverá estar transparente e sem acúmulos sólidos dos produtos.
  6. Adicione a babosa e use uma colher ou espátula para misturar bem até uniformizar tudo. Quando a mistura estiver um pouco mais resfriada, meça e transfira uma colher de sopa do gel ao recipiente. Tente usar um gel transparente, não colorido.
  7. Adicione pós de mica e cacau aos poucos até chegar à cor desejada. Use a cor que quiser; o cor-de-rosa e o vermelho dão os resultados mais naturais e de qualidade. O pó de cacau pode ajudar a escurecer o blush. Se quiser deixá-lo mais claro, use menos do produto. Dependendo das suas preferências, use entre ½ e uma colher de chá de cada ingrediente.
  8. Mergulhe uma escova na mistura, deixe-a esfriar e, depois, compare-a à sua bochecha para ver se ela tem a cor certa.
  9. Quando o produto adquirir a cor desejada, use uma colher ou espátula para transferi-lo a um pote pequeno com tampa e deixe que ele solidifique. Deixe-o aberto em um local fresco até o fim antes de fechá-lo.
  10. Espere 24 horas antes de usar o blush para que ele fique sólido.

Por: Wikihow

Qual a forma correta de passar?

como passar blush
(Foto: Reprodução/Freepik)

Se você adorou saber a história do blush e como fazer versões caseiras desse produtinho, aprenda o passo a passo para aplicar.

  • Escolha qual forma do produto mais lhe agrada, pastosa ou em pó;
  • A pastosa tem uma maior durabilidade e também fica mais marcada do que o pó.

Em pó

  1. Para aplicar o pó, utilize um pincel de blush e pegue uma pequena quantidade do produto (aqui no blog temos um post falando tudo sobre os pincéis);
  2. Aplique nas maçãs do rosto. Se tem dificuldade de descobrir onde é a maçã, é só sorrir e aplicar na “bolinha” que forma na hora do sorriso;
  3. Aplique da frente para trás, da bolinha até em direção ao cabelo;
  4. Esfume e se exagerou na quantidade, é só passar um pouco de pó por cima.

Em pasta

  1. Utilize os dedos ou uma esponjinha para a aplicação;
  2. Aplique nas maçãs do rosto da mesma forma que o pó;
  3. Utilize o dedo para esfumar e se exagerou, aplique um pó por cima para diminuir;
  4. Atenção, cuidado com a quantidade pois esse é mais forte do que o de pó.

Leia também:

Fonte: Wikipédia / Capricho

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy