Depilação a laser vale a pena? Descubra os prós, contras e preços

0 1.293

Apesar de ser vendida como uma solução definitiva, a depilação a laser nem sempre elimina 100% os pelos. Isso, no entanto, não faz com que ela se torne uma opção ruim. Para compreender melhor, listamos os benefícios e principais dúvidas sobre a técnica, para você tirar suas próprias conclusões.

 

Depilação a laser: será que vale à pena?

prós e contras depilaçao a laser
Imagem: Reprodução / Pinterest

 

A verdade é que, quando se trata de remover pelos do corpo, hoje em dia temos inúmeras opções disponíveis. A depilação com lâmina, por exemplo, é a mais comum. No entanto, a sua duração é quase inexistente.

Além dela, temos também os cremes depilatórios, que possui um cheiro característico bastante desagradável. Como ambos podem ser irritantes, nem todas as mulheres conseguem usar esses tipos de depilação.

Um dos métodos que dura mais é a depilação com cera. Entre o seus contras, destaque para a dor e também para o preço, já que tende a ser mais cara do que as anteriores. Dentro desse cenário, a depilação a laser se popularize aparece como uma opção cada vez mais em conta.

Com a popularidade em alta, muitas mulheres começam a se questionar se a depilação a laser realmente vale a pena. Pensando nisso, hoje vamos explorar as dúvidas e mitos mais comuns sobre esse tipo de depilação. Ao fim desse artigo, você conseguirá analisar os prós e contras da técnica e decidir, por fim, se vale a pena ou não.

 

Benefícios da depilação a laser

Imagem: Vogue / Reprodução.
  • Precisão: os lasers podem atingir seletivamente os pelos escuros e grossos, deixando a pele ao redor sem danos. Além disso, versões modernas foram desenvolvidas também para as loiras.
  • Rapidez: apesar da dor, cada pulso do laser leva uma fração de segundo e pode remover muitos pelos ao mesmo tempo. O laser pode tratar uma área aproximadamente do tamanho de uma moeda a cada segundo. Pequenas áreas como o buço podem ser tratadas em menos de um minuto. Já grandes áreas, como as costas ou as pernas, podem levar até uma hora.
  • Previsibilidade: em geral, a maioria dos pacientes apresenta perda permanente de pelos após uma média de três a sete sessões, embora o recomendado seja no mínimo 10 sessões.

 

Leia mais:

+ Sculptra: o bioestimulador que promete deixar sua pele incrível

Rejuvenescimento facial: tratamentos que te ajudarão a ter a pele perfeita

 

Quanto custa a depilação a laser?

Imagem: Popsugar

 

Apesar de ter ganhado fama como um procedimento caro, hoje em dia o laser está mais acessível. Isso porque a popularidade aumentou a concorrência e também a oferta no mercado, barateando os preços.

Em geral, as clínicas vendem pacotes fechados de 10 sessões e o preço varia de acordo com o tamanho da região. De acordo com o blog da LaserFast, áreas grandes como as pernas chegam a custar R$ 5 mil para 10 sessões, enquanto o buço chega a sair por valores em torno de R$ 500. Na virilha, o preço gira em torno de R$ 2.500.

Já na Espaçolaser, que tem filiais nas principais cidades do pais, a virilha completa custa R$ 1.447,50, enquanto a meia perna sai por R$2.132,50, tudo com parcelamento em até 6 vezes. Você pode (e deve) também conferir os preços nas clínicas da sua cidade.

No entanto, lembre-se de também checar qual é o tipo de laser e a capacitação das esteticistas que vão aplicar a depilação. Isso porque, apesar do procedimento ser seguro, podem ocorrer queimaduras e outros problemas graves se o local não for de confiança ou o equipamento não ter sido aprovado pelos órgãos competentes.

Quantas sessões são necessárias?

prós e contras depilaçao a laser
Imagem: Vogue UK

 

É fato que a depilação a laser conquistar muitas adeptas devido aos seus resultados surpreendentes. Para isso, são recomendadas no mínimo 10 sessões, independente da região. Estudos sugerem que são necessárias entre três a 10 sessões. No entanto, as clínicas trabalho geralmente com o número máximo e as aplicações são feitas a cada 30 ou 40 dias, para atingir o ciclo de crescimento do pelo.

Também é sabido que, quanto maior o contraste entre a pele e o pelo, mais rápido o efeito. Os fios mais grossos também são mais fáceis de eliminar. Por esse motivo, loiras com pelos claros devem utilizar um laser especial.

Você deve evitar se bronzear durante o tratamento e alguns lasers não são recomendados para peles negras e morenas, pois podem causar manchas.

Além disso, depois quem você terminar o pacote e se livrar de uma vez por todas dos pêlos, é preciso voltar para a manutenção. Primeiro, ela é feita de forma anual e depois fica ainda mais espaçada.

Quanto tempo dura o efeito da depilação a laser?

perna depilada com laser
Imagem: Popsugar

 

Nas primeiras sessões, o pelo voltará a crescer perto da data da manutenção. Você verá que, ao longo do processo, esse crescimento demora cada vez mais.

A depilação com laser é realmente permanente? Em suma, não. O fato é que o laser funciona aquecendo os folículos capilares para impedir o crescimento de novos pelos.  Isso coloca os folículos em um certo estado de dormência por um longo período de tempo. Apesar de durar muito mais do que a depilação com cera ou lâmina, se você parar de fazer a manutenção é possível que os pelos voltem.

É seguro fazer depilação a laser?

 

Desde que o local seja de confiança e o laser regulamentado pelos orgãos competentes, esse procedimento é seguro. O laser foi amplamente testado desde os anos 1960 e está disponível comercialmente desde os anos 90.
Para se ter uma ideia, o primeiro laser para depilação foi aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA em 1995. De lá para cá, a tecnologia evoluiu muito mais.

 

Quem não pode fazer depilação a laser?

 

Apesar do procedimento ser seguro, existem algumas contra-indicações. Gestantes, pessoas com sensibilidade da pele à luz/sol ou, ainda, que apresentem lesões na área devem evitar o laser. Além disso, o aparelho não pode ser passado em áreas tatuadas, uma vez que o seu mecanismo queimaria a pele.

Por fim, apesar do equipamento por si não causar câncer de pele, esse tratamento não é recomendado para pacientes ou ex-pacientes de melanoma, uma vez que não há, ainda, estudos conclusivos sobre o assunto. Dessa forma, é melhor conversar sempre com o seu médico e esteticista para descobrir o melhor para o seu caso específico.

 

Fontes consultadas: Healthline, WebMD, Self.