Como meditar: benefícios da meditação e técnicas para começar já

0 1.649

Aprender como meditar é excelente para quem sofre com ansiedade e estresse crônico. Isso porque a meditação acalma, concentra, promove bem-estar e traz uma nova perspectiva diante das dificuldades da vida.

Ainda que você seja uma pessoa inquieta, não se preocupe. A meditação pode acontecer de diversas formas e, certamente, uma delas irá se encaixar na sua personalidade.

 

Aprenda como meditar com técnicas simples

como meditar meditação
Imagem via Cosmopolitan US

Em primeiro lugar, vale lembrar que a meditação não é nenhuma novidade. Ainda que tenha feito um sucesso estrondoso no Ocidente nas últimas décadas, técnicas de meditação fazem parte da história e da cultura Oriental.

Originalmente, o ato de meditar foi pensado para ajudar a aprofundar a compreensão das forças sagradas e místicas da vida. Hoje em dia, no entanto, a meditação é comumente usada para relaxamento redução do estresse.

Desse modo, ela é considerada um tipo de medicina complementar, que integra mente e corpo.

O que é e para que serve a meditação?

A meditação é excelente para homens e mulheres de todas as idades. Imagem via Buzzfeed.

 

Aprender como meditar corretamente pode produzir um profundo estado de relaxamento, além de uma mente tranquila e mais centrada. Isso ocorre porque, durante a meditação, você concentrar sua atenção no momento presente. Dessa forma, elimina o fluxo de pensamentos confusos que podem estar congestionando a sua mente e causando estresse emocional.

Outro ponto interessante é que, por ser baseada em técnicas de respiração, a meditação pode auxiliar no controle da ansiedade e até mesmo de crises de pânico.

 

 

 

A ciência, inclusive, comprova os benefícios dessa prática. A maioria das pesquisas e análises recentes mostram que o comprometimento com a prática diária de meditação melhorar a qualidade de vida geral e ainda traz benefícios a longo prazo para o bem estar emocional e físico.

Além disso, alguns estudos apontam que a meditação teve efeitos excelentes no tratamento da depressão, ansiedade e outros problemas emocionais.

Ainda assim, é importante lembrar que essa é uma técnica terapêutica alternativa. Ou seja: meditar pode, sim, fazer parte de um tratamento. No entanto, não substitui o acompanhamento profissional e psicológico, além do uso de medicamentos controlados quando necessário.

 

Como meditar corretamente?

como meditar beneficios
Imagem via Northern Virginia Magazine

 

Na sequência, uma dúvida que perturba os iniciantes. Aprender como meditar não é uma ciência exata. Tenha em mente que o objetivo é concentrar-se no momento presente. Para isso, geralmente são utilizadas técnicas de respiração, que fazem com que o praticante concentre-se no ar que entra e sai das narinas, sem se apegar ao fluxo constante dos pensamentos.

Assim, ainda que os pensamentos voltem para sua cabeça, você não deve se apegar a eles. no início, é comum que a sua atenção seja constantemente perturbada.

Apesar disso, com a prática constante e diária, você perceberá que consegue ficar períodos cada vez maiores prestando atenção apenas no momento presente, sem se preocupar com mais nada.

No vídeo a seguir, a Monja Coen ensina como meditar, partindo da meditação Zen Budista:

 

 

Principais benefícios da meditação

 

aprenda a meditar sozinho
Imagem do blog To Vogue or Bust

 

A seguir, vamos explorar os principais benefícios da prática da meditação, de acordo com a ciência. Lembre-se que, para obter esses benefícios, o importante é manter a constância e regularidade.

Independente do tipo de meditação (guiada, silenciosa, ativa ou até mesmo yoga), o importante é encontrar aquela que mais se adapte a sua personalidade.

Esses são os principais benefícios da meditação:

Reduz o estresse e ajuda a controlar a ansiedade

 

Em um estudo de oito semanas, um estilo de meditação chamado “meditação da atenção plena (mindfullness)” reduziu os níveis de cortisol, diminuindo a resposta à inflamação causada pelo estresse.

Outro estudo em quase 1.300 adultos demonstrou que a meditação pode diminuir o estresse. Notavelmente, esse efeito foi mais forte em indivíduos com os níveis de estresse mais altos, que se beneficiam ao aprender como meditar.

Menos estresse, por sua vez, se traduz em menos ansiedade. Por exemplo: um estudo de oito semanas sobre meditação de atenção plena ajudou os participantes a reduzir os níveis de ansiedade.

Também reduziu os sintomas de transtornos de ansiedade, como fobias, ansiedade social, pensamentos paranóicos, comportamentos obsessivo-compulsivos e ataques de pânico.

 

 

 

“Os calmantes naturais também podem ser aliados muito poderosos para tratar a ansiedade e outros sintomas causados pelo estresse. Além dos chás, alguns fitoterápicos e vitaminas também podem turbinar o tratamento e garantir uma melhor qualidade de vida.”

Leia mais – Calmantes naturais: soluções poderosas para combater ansiedade e insônia

Aprender como meditar aumenta o foco e o tempo de atenção fixa

 

Na sequência, uma analogia: a meditação é como a musculação para o seu foco. Isso porque a prática regular ajuda a aumentar a força e a resistência de sua atenção.

Por exemplo, um estudo analisou os efeitos de um curso de meditação de oito semanas de atenção plena e descobriu que a técnica melhorava a capacidade dos participantes de reorientar e manter sua atenção.

Um estudo semelhante mostrou que os trabalhadores de recursos humanos que praticavam regularmente a meditação da atenção plena permaneciam focados em uma tarefa por mais tempo.

 

 

 

Pode reduzir a perda de memória relacionada ao envelhecimento

 

Por fim, um benefício incrível a longo prazo, em especial para quem tem histórico de Alzheimer na família. Melhorias na atenção e clareza de pensamento podem ajudar a manter sua mente jovem.

Kirtan Kriya é um método de meditação que combina um mantra ou canto com movimentos repetitivos dos dedos para focalizar os pensamentos.  Um estudo demonstrou que esse método melhorou a capacidade dos participantes de executar tarefas de memória.

 

 

 

Ademais, uma revisão de 12 estudos descobriu que vários estilos de meditação aumentavam a atenção, a memória e a rapidez mental em voluntários mais velhos. E além de combater a perda normal de memória relacionada à idade, a meditação pode melhorar parcialmente a memória em pacientes com demência.

Como começar a meditar sozinho?

como meditar em casa  meditaçao guiada
Imagem via Yoga Journal

Agora que você já está a par de todos os benefícios incríveis da meditação, é hora de aprender como meditar.

Aliás, saiba que é muito mais fácil do que parece. Isso porque, hoje em dia, temos inúmeros aplicativos gratuitos de meditação guiada. Assim, basta fazer o download deles em seu celular, escolher uma meditação voltada para o seu objetivo, sentar em um lugar calmo e relaxar.

Os meus aplicativos preferidos são o Insight Timer e o Medite.se. Esse último possui um curso gratuito de meditação para iniciantes, em etapas. Foi através dele que aprendi como meditar.

A princípio, é possível meditar tanto sentado no chão, quanto em uma cadeira ou até mesmo deitado. No entanto, se você está começando, o mais recomendado é mesmo meditar sentado. Isso permite que você relaxe profundamente, sem cair no sono.

Além dos aplicativos, o YouTube também possui canais inteiramente focados para a prática da meditação. Neles, você vai aprender desde como meditar sozinho Até mesmo diferentes técnicas de respiração para controlar ansiedade, reduzir o estresse e, por fim, aumentar o seu bem estar.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy