Bolsa original ou réplica? Saiba reconhecer as diferenças!

0 134

O sonho de muitas mulheres é ter uma bolsa original de grandes grifes. E se você acha que este tipo de acessório é inacessível, saiba que existem modelos de bolsas originais e de boas marcas a partir de R$500.

 

Conheça as bolsas de grife mais copiadas no mundo
Foto: Reprodução/Pinterest

Portanto, as chances de você comprar uma em breve ou aumentar sua coleção podem ser maiores do que você imagina. Por isso, mantenha-se atenta quando o papo é sobre as pequenas diferenças entre bolsa original e réplica.

Uma bolsa original pode ter preços variados, geralmente indo de 10 mil reais até 1.5 milhões de reais, em média. Os modelos mais caros na atualidade são: a Hermès Kelly Rose Gold custando 2 milhões de dólares. Também da Hermès, temos a Birkin por Ginza Tanaka, saindo pela bagatela de 1,4 milhões. E em terceiro lugar, novamente uma Hermès , desta vez no modelo Chaine’d Ancre, pelo menos preço do exemplo anterior.

Quais as bolsas mais falsificadas ao redor do mundo?

Agora que você já sabe a média de preço de algumas das bolsas mais caras ao redor do globo, deve estar imaginando a quantidade de falsificações que são feitas por aí.

Quer uma dica de ouro para começar na arte de identificar bolsas originais? Atenção redobrada com modelos que costumam ser supervisados e desejados! Como destaque, podemos mencionar a Louis Vuitton Monogram Bag e a Chanel Flap Bag.

Uma bolsa original Louis Vuitton deve ter costura perfeita
Foto: Reprodução/Pinterest

Como identificar se uma bolsa é original ou falsa?

As bolsas originais geralmente são provenientes e grifes que não toleram erros de fabricação como problemas na costura. Além disso, manchas de tinta, estampas tortas, costuras soltas, respingos de cola e zíperes que não deslizam podem ser indícios de que o material tem qualidade inferior. Portanto, falsificado.

Ademais, bolsas originais geralmente são confeccionadas a partir de materiais macios, flexíveis e sem cheiro forte. Além disso, elas também vêm dentro de sacos para conservação do produto.

A seguir, veja como observar (e acertar!) se algumas das bolsas mais queridas ao redor do mundo são falsas ou não!

Chanel

As bolsas falsas da Chanel geralmente têm ferragens super barulhentas, zíperes que engasgam e fivelas que produzem som alto. Em contrapartida, as originais costumam ser feitas manualmente e, por esse motivo, possuem as costuras bem alinhadas. Ademais, bolsas da Chanel acompanham um cartão com um código de autenticidade, além de um envelope em alto relevo com um cartão que possui detalhes em tinta à base de ouro.

A Chanel Flap Bag é uma das bolsas mais falsificadas no mundo
Foto: Reprodução/Pinterest

Além disso, bolsas originais da Chanel são feitas com materiais macios, inclusive em sua alça. Caso o modelo tenha correntes, elas devem ser pesadas e não devem estar envoltas em plástico de forma alguma!

Já na parte interior, aqui vai uma dica valiosa: os modelos clássicos na cor preta jamais têm sua parte interna na cor vermelha e sim na tonalidade bordô.

Bolsa original Louis Vuitton

Em uma bolsa original da LV, as únicas partes de couro (na maioria dos modelos) é constituída pela alça, a qual muda de tonalidade com o passar dos anos, se tornando escurecida.

A bolsa original Louis Vuitton é feita de materiais de qualidade
Foto: Reprodução/Pinterest

Ademais, bolsas como estas possuem um date cote em seu interior. Neste date code é possível notar dados como mês e ano de fabricação da peça. Ah, mais uma coisinha: esta marca não costuma enviar etiquetas e cartões personalizados.

Balenciaga

Bolsas originais da Balenciaga muitas vezes têm suas fivelas em ouro
Foto: Reprodução/Pinterest

Nas bolsas originais da Balenciaga, as suas fivelas costumam ser grossas e arredondadas.

Identificando uma bolsa original Prada

Bolsas da Prada podem ter modelos bem diferentes e ousados
Foto: Reprodução/Pinterest

O mais marcante em uma bolsa Prada é a qualidade do material usado nela. Portanto, fique bem atenta a detalhes como os mencionados acima, tais quais erros de costura, respingos de cola e tinta.

Dior

Bolsas clássicas como as da Dior podem ser alvo de falsificações
Foto: Reprodução/Pinterest

Em uma bolsa original da Dior, o acessório acompanha um protetor em algodão com a logo em cinza. Elas também possuem número de série dentro da bolsa.

Bolsa original Gucci

Uma bolsa original Gucci deve ter as duas letras "G" alinhadas
Foto: Reprodução/Pinterest

Para as Gucci, é interessante observar o código de fabricação interno e a disposição das letras G, as quais devem estar perfeitamente alinhadas. Além disso, as fivelas deste tipo de bolsa são quase todas feitas em ouro.

Marc Jacobs

Bolsa Marc Jacobs lindíssima em vários looks
Foto: Reprodução/Pinterest

Uma bolsa original Marc Jacobs possuí o símbolo RiRi ou MJ no zíper e um código M8 em bolsas grandes, em contrapartida, existe o código m4 nos modelos pequenos.

Yves Saint Laurent

Bolsas Yves Saint Laurent aparecem em vários modelos, para todos os gostos!
Foto: Reprodução/Pinterest

Assim como as Chanel, as bolsas originais da YSL não acompanham etiquetas e possuem número de série gravado na parte interna. Ademais, elas também costumam ser costuradas à mão, assim como em outras grifes. Isso exige maior atenção, exclusividade e bom acabamento.

Ainda não consegue saber se a sua bolsa é original ou falsa?

Assista o vídeo a seguir sobre as falsificações das bolsas clássicas da Chanel. No vídeo do Brecchic, você saberá identificar sinais que as réplicas deixam passar, como fechos barulhentos e zíperes endurecidos.

Uma outra curiosidade tratada no vídeo é o selo de autenticidade que costuma aparecer fixado no fundo de bolsas que são réplicas. Entretanto, nas originais, este selo está presente na lateral.

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy