Água inglesa: o que é, quais os benefícios e contraindicações?

0 527

Há algum tempo, a água inglesa vem sendo relacionada à fertilidade. Isso porque, segundo publicações da internet (especialmente em grupos de mães e tentantes) ela teria o poder de realizar uma limpeza no útero, o que facilitaria a vida de quem está tentando engravidar. Porém, apesar de ser um fitoterápico poderoso que ajuda a limpar o organismo, não há comprovação científica de que a fórmula realmente influencia na fertilidade feminina. Em termos gerais, ela é indicada para aliviar problemas digestivos, aumentar o apetite e ajudar o organismo a se livrar de toxinas.  Mas, afinal, o que é e para que serve a água inglesa? Acompanhe para saber mais.

O que é água inglesa?

Água inglesa
Foto: Pixabay

A água inglesa é um fitoterápico (medicamento produzido a partir de vegetais ou plantas medicinais com ação terapêutica) composto por canela da China, quina amarela, calumba, centáurea, losna, camomila e carqueja. Tem um sabor amargo e acelera a produção de suco gástrico, o que traz benefícios para o sistema digestivo, já que ajuda a eliminar toxinas e o excesso de hormônios sintéticos do organismo. Ela pode ser facilmente encontrada em farmácias de manipulação, mas é bom ter em mente que seu uso tem contraindicações. Por isso, converse com seu médico antes de começar a tomar o fitoterápico para saber se ele realmente será benéfico para você.

Quais são os benefícios da água inglesa?

Será que ajuda a engravidar?

Água inglesa
Foto: Pixabay

As indicações da água inglesa são, basicamente, relacionadas ao sistema digestivo. De fato, os componentes da fórmula, de acordo com estudos, são eficazes no sentido de limpar o organismo e há quem diga que esses efeitos também recaem sobre o útero. Inclusive, há muitas recomendações populares do uso da água inglesa para esse fim. No entanto, segundo especialistas, embora a informação de que o fitoterápico influencia na fertilidade feminina circule livremente por aí, não há comprovação científica de que isso realmente aconteça.

Água inglesa limpa o útero no pós-parto?

Assim como acontece em relação à tentativa de engravidar, a água inglesa também leva a fama de fazer uma limpeza no útero depois do parto ou em casos de aborto espontâneo. Esse fitoterápico é popularmente recomendado nesses casos, mas, mais uma vez, é importante ficar claro que as indicações dele são para outros fins. Portanto, não há comprovação científica de que ela promova benefícios no pós-parto.

Provoca aborto?

Embora não haja comprovação científica de que a água inglesa provoca aborto, os médicos recomendam que ela não seja consumida durante a gravidez. Isso não quer dizer, necessariamente, que ela seja um fitoterápico que provoca o aborto. O que acontece é que alguns dos componentes da fórmula podem ser prejudiciais para a gestante e para o bebê. Sua ação poderosa para desintoxicar o organismo pode afetar a saúde nesses casos. Portanto, mais uma vez fica a recomendação: não tome água inglesa sem orientação médica, especialmente se você acredita que pode estar grávida.

Quais são as contraindicações e os efeitos colaterais da água inglesa?

Água inglesa
Foto: Silvia Rita

A água inglesa é contraindicada em casos de gestação, amamentação, gastrite, úlcera, problemas no fígado e no intestino, epilepsia e Mal de Parkinson. Além disso, algumas pessoas podem ter sensibilidade a algum componente da fórmula e a água inglesa não deve ser administrada junto a tratamentos para fertilidade. Quanto aos efeitos colaterais, pode causar dor de cabeça, náuseas, vômito, desmaio, vermelhidão na pele e distúrbios da visão. Caso algum desses sintomas apareça, a recomendação é que o uso seja suspenso imediatamente. Consulte sempre um médico.

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy