Absorvente reutilizável: É ecológico e mais higiênico que o descartável

0 141

Apesar de parecer algo moderno, os absorventes estão há muito tempo na história da evolução humana, estima-se que em 2000 a.C, as mulheres egípcias usavam papiro processado como proteção interna. Contudo, os absorventes feitos próprio para comercializar só surgiram em 1854, nos Estados Unidos.

Além disso, no Brasil, os primeiros registros do absorvente vendido nos mercados surgiu apenas em 1930, quando uma marca que ainda está no mercado, Johnson & Johnson, trouxe ao país. Mas afinal, como as mulheres continham o sangue antes?

Assim como os bebês que usavam fraldas de panos, as mulheres também utilizavam de pano para atravessar esse período mensalmente. Com o tempo, os absorventes que utilizamos hoje, ganhou o mercado e adentrou até lugares mais remotos, como por exemplo, os sítios.

Foto: Freepik

Absorvente comum x meio ambiente

Apesar de, parecer uma revolução histórica ter um pedaço de algodão na calcinha para segurar o sangue nesse período e posteriormente, descartar no lixo, sem se preocupar em lavar, o planeta está sofrendo as consequências do lixo extremo.

Afinal, uma mulher, usa em média, 10 mil absorventes em toda sua vida, seja ele interno ou externo. Além disso, estima-se que, esse produto demora cerda de 100 a 400 anos para se decompor na natureza. Sendo assim, um produto nada ecologicamente correto. Além disso, uma mulher gasta com absorvente, em média, R$ 6 mil, em toda a vida.

Foto: Freepik

Mas, qual é a alternativa sustentável? Absorvente reutilizável!

A princípio, o absorvente de pano pode parecer algo antigo, que nossas avós usavam e sem utilidade nenhuma. Além disso, muitas mulheres retorcem o nariz só em pensar na possibilidade de ter que reutilizar um pano que já teve contato com sangue menstrual.

Contudo, marcas entraram no mercado, trazendo absorventes de panos com tecnologias e mais higiênicos que os descartáveis. Por isso, descubra agora, algumas vantagens de usar, mitos e muito mais.

Afinal, o que é absorvente de pano?

Foto: @absorventes.eco

Assim como os descartáveis, ele é preso na calcinha e têm alguns tamanhos diferentes, para atender todos os tipos de fluxos menstruais. Todavia, é feito de um pano 100% de algodão (na maioria das marcas), que pode ser lavado e posteriormente, reutilizado.

Mau cheiro e higiene

Ao contrário dos descartáveis, a opção de pano não causa cheiro algum e é mais higiênico que os tradicionais. Já que a parte que absorve o sangue não entra em contato com sua pele, deixando-a respirar. Ou seja, evita proliferação de bactérias e fungos.

Mas, e o mau cheiro? O odor da menstruação nada mais é do que o sangue em contato com os agentes químicos que estão presentes no absorvente descartável. Portanto, por ter apenas algodão, a menstruação com os reutilizáveis não tem cheiro algum.

Quem pode usar?

Todas as mulheres podem usar, desde a primeira menstruação até chegando na menopausa. Além disso, por seus diferentes tamanhos, fazem com que eles se adaptem às mulheres com fluxo alto ou fluxo normal. Assim como os descartáveis, existe o de uso diário, normal e até noturno.

Vaza?

De antemão, já respondemos, não vaza. Esse tipo de absorvente, contém três camadas internas de pano de alta absorvição e sua camada externa, que entra em contato com a calcinha é feita de tecido impermeável. Porém, vale destacar que nunca deve passar um período maior do que 4 horas com esse ou qualquer outro absorvente.

Dá para trocar fora de casa?

Sem dúvidas. Leve sempre o limpo em uma nécessaire higienizada e os sujos, que irá trocar ao longo do dia, guarde dentro de nécessaire impermeáveis.

Como lavar?

  • Primeiramente, retire o excesso de sangue deixando de molho, por no máximo 30 minutos antes da lavagem. Além disso, pode ser lavado tanto na máquina (sempre com um saquinho protetor) ou também no banho ou nas mãos no tanque.
  • Priorize sabão neutro para evitar qualquer alergia na região íntima.
  • Seque em lugares arejados ou no sol. Por fim, é só guardar. (Não use ferro de passar roupas).
Foto: EcoLolô

Quanto tempo dura?

Em média, os absorventes descartáveis duram em torno de três até seis anos, dependendo da marca. Portanto, consulte a embalagem do fabricante.

Custo benefício

Os valores dos absorventes variam de marca para marca, entretanto, é em torno de R$ 20 até 40 reais. Porém, pode parecer um valor alto, mas não é. Afinal, a sua durabilidade é de no mínimo três anos.

Por exemplo: Se você usa 1 pacote de absorvente por mês no valor de 4 reais, no ano terá gasto em média, 48 reais. Em três anos, no mínimo, que é o tempo dos reutilizáveis, com o descartável você terá gasto aproximadamente $1500.

Experiências

Por fim, se apesar de todos os benefícios citados, você ainda tem dúvidas, confira abaixo alguns vídeos esclarecedores.

Fontes: Korui, Mama Killa e Hysteria.