Pachamama: saiba o que é e como fazer rituais à Mãe Terra

0 29

Pachamama, ou simplesmente Mãe Terra/Mãe Natureza, é a divindade máxima de alguns povos, especialmente da civilização Inca. Pachamama é a deusa da Terra e da fertilidade e recebe ainda outros nomes, provindos de outras culturas, como Gaia (gregos) e Prithvi Mata (hinduístas e budistas), por exemplo. Segundo os povos que cultuam a Mãe Terra, reverenciá-la é uma forma de se desculpar pelos danos causados ao meio ambiente e também uma maneira de agradecer pelo alimento que recebemos da Terra e pela vida.

O que é Pachamama?

Cultuada em diversas tradições, Pachamama é a deusa da Terra e da fertilidade, a natureza feminina do planeta. Embora seja conhecida principalmente pela ligação com a civilização Inca e o Xamanismo, a energia da Mãe Terra é reverenciada por povos de diferentes culturas porque representa a força feminina da Terra: aquela que dá à vida, alimenta e protege os seres humanos. Segundo essas culturas, portanto, Pachamama é o grande ventre sagrado de onde viemos e para onde voltaremos quando deixarmos de existir.

Mãe Terra
Foto: Pixabay

Ao reverenciar Pachamama, os incas tinham a intenção de se desculpar pelos danos que causamos à Terra e também de agradecer pelo alimento que ela nos fornece e pela vida de todos os animais. Nos tempos antigos, os rituais a Pachamama eram feitos em momentos especiais, como o período que antecede o plantio, em casamentos ou nascimentos, por exemplo. Isso porque ela representa fertilidade e prosperidade. Ainda hoje, diferentes povos latino-americanos homenageiam a Mãe Terra em rituais simples ou mais elaborados. No entanto, atualmente esses eventos acontecem principalmente no dia 1º de agosto – o Dia de Pachamama – e em locais como o norte da Argentina e os Andes sul-americanos.

Rituais à Mãe Terra

Os povos que cultuam Pachamama acreditam que os rituais são uma forma de dizer ao planeta o quão importante ele é. Segundo essas civilizações, o mês de agosto é uma época de agradecimento por tudo que a Mãe Terra nos fornece: como o alimento, os animais, a vida e o tempo. Embora os rituais a Pachamama tenham mudado com o passar dos anos, normalmente eles acontecem nas casas (individualmente ou em família) ou então na comunidade, liderados por anciões ou líderes religiosos.

É claro que hoje em dia nem sempre podemos estar em contato com a natureza em locais amplos, como cachoeiras, montanhas e praias. Viajar também nem sempre é possível. No entanto, podemos realizar rituais simples de reverência a Pachamama e, dessa forma, nos conectarmos com a energia da prosperidade e da fertilidade. Confira dois rituais que você pode fazer sem precisar de muita coisa:

Aterramento - ritual a Pachamama
Foto: Moni Quayle

Aterramento

O chakra localizado nos pés tem a função de descarregar energia do corpo físico e, quando ele está equilibrado, nos sentimos com mais vitalidade e nossa vida material fica organizada. O aterramento é um ritual simples de reverência a Pachamama que nos coloca em contato com a natureza. Basicamente, você precisa ficar descalço na grama, na terra ou na areia. Respire fundo algumas vezes e imagine que está fazendo uma troca com a Mãe Terra. Então, envie suas energias carregadas a ela e receba de volta uma energia renovada, de acolhimento e proteção. Faça isso sempre que sentir necessidade ou tiver oportunidade.

Hacer comer la Pachamama

Em português, o nome desse ritual significa “Fazer comer a Mãe Terra”. Sendo assim, é uma maneira de agradecer pelo alimento e pela vida oferecendo a Pachamama aquilo que ela nos fornece. Você vai precisar de um vaso grande cheio de terra. Então, faça um buraco com as mãos, criando uma espécie de poço. Ali, deposite alimentos como frutas, sementes e bebidas e faça uma oração de agradecimento. Depois, é só tapar o buraco com terra e algumas flores de sua preferência.

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy