Micropigmentação capilar: opção para calvície e outros problemas.

299

Problema bastante comum entre os homens, a calvície se manifesta em diferentes épocas da vida e tem várias formas de se apresentar. Ela pode ser disfarçada com micropigmentação capilar ou tratada de outras maneiras.

Por estar diretamente ligada aos hormônios masculinos, é em época de grande produção destes que ela costuma dar seus primeiros sinais.

Homens entre 17 e 23 anos de idade que tenham predisposição à Alopecia Androgenética, popular calvície, começam a perceber a mudança em seu couro cabeludo.

MicropigmentaçãoComo o problema não é uma exclusividade masculina, algumas mulheres também sofrem com ele, mas em menor proporção, pois a presença de hormônios que causam perda permanente dos cabelos estão nela em menor quantidade.

Calvície e Queda de Cabelo

Algumas pessoas confundem Calvície com queda de cabelo. É importante saber que a queda do fio é um processo natural, ele cai depois de passar um ano ou dois grudado no couro cabeludo.

Como estão sempre nascendo, os cabelos vão se “repondo” naturalmente.

Quando o cabelo cai e outro fio não nasce, por problemas nos folículos, aí sim surgem as falhas e se manifesta a tão temida Calvície.

Micropigmentação Capilar

Micropigmentação

Homens e mulheres que convivem com o problema recorrem a alguns tratamentos. Tem quem busque medicamentos que favoreçam o crescimento dos fios, quem procure transplantes capilares, entre outros.

Mas um método vem sendo cada vez mais procurado, que é a micropigmentação. Já que é assim, trouxemos aqui informações que servem tanto para clientes à procura do procedimento quanto para profissionais da área de beleza que desejam oferecer o serviço.

O que é a micropigmentação capilar

Também chamada de Tricopigmentação, a micropigmentação capilar é um processo por meio do qual são desenhados fios de cabelo em clientes com falhas.

Essa técnica serve para disfarçar a ausência de fios em regiões que têm cicatrizes ou que são afetadas pela calvície.

No local desejado são feitos desenhos que imitam o cabelo raspado, por isso que serve mesmo como disfarce e não é um tratamento para reverter o problema. A autoestima do cliente, que estava, provavelmente, comprometida, é devolvida.

Há riscos de a pigmentação sair?

Esse processo é permanente, ou seja, a pigmentação é de alta fixação e durabilidade e tende a permanecer no couro cabeludo pelo resto da vida. Pode ser necessário fazer alguns retoques e correções com o passar dos anos, mas não sai com o tempo como um microblading de sobrancelhas, por exemplo.

Por ser uma “pintura” definitiva, a Micropigmentação Capilar não pode ser feita por

 

pessoas sem habilitação e experiência. Além da perfeita aplicação da tinta, o manuseio e cuidados com os produtos precisa ser profissional.

Precisa de internação?

 

Muita gente se pergunta se o procedimento requer algum cuidado extra ou mesmo internação hospitalar. Mas não é necessário. Na maioria dos casos, o procedimento é todo feito em apenas uma sessão, apresentando já um ótimo resultado.

Não é necessária nem a internação nem restrições muito pontuais. antes ou durante a micropigmentação, o que o cliente deve seguir são orientações para os cuidados posteriores.

Como manter a micropigmentação?

Cuidados com a higiene do local são sempre os mais recomendados. O ideal é lavar diariamente a área pigmentada, usando apenas água e sabão neutro. O uso de produtos químicos mais fortes pode acabar trazendo problemas para a micropigmentação, é importante manter o local livre de sujeira e oleosidade, por isso a recomendação de lavar frequentemente.

Outra dica é aplicar rotineiramente cremes hidratantes apropriados para seu tipo de pele. Isso evita que o couro cabeludo sofra com rachaduras decorrentes da desidratação.

Por ser um lugar exposto, pode ficar aparente a falta de cuidado, que fica esteticamente desagradável.

Para os homens, é recomendado que mantenham sempre o cabelo raspado ou muito curto. Isso faz com que se mantenha um certo padrão e o disfarce funcione melhor. Quando a diferença entre os fios e a pigmentação é perceptível, alguns clientes se sentem um pouco constrangidos.

É necessário proteger a região da incidência direta da luz por um período longo de tempo, do contrário pode ocorrer o desgaste da tinta e o lugar ficar desbotado mais rapidamente.

O cliente deve retornar ao centro estético dois anos após a intervenção para realizar alguma correção necessária e fazer a manutenção do procedimento.

Por que se especializar na área?

Existem mais de 42 mil brasileiros com problema de calvície. A maioria deles revela o desejo de tratar ou driblar o problema. O principal obstáculo para essas pessoas é a existência de profissionais habilitados em sua região.

A área está em expansão e a remuneração é bastante atrativa. Além de se especializar e prestar serviços de Micropigmentação Capilar, o profissional pode ministrar aulas e cursos, ajudando a formar novos profissionais.

Existem cursos disponíveis em plataformas online, de fácil acesso e baixo custo. Outra possibilidade é encontrar escolas ou institutos em sua região que oferecem o curso de forma presencial.

Equipe Pajaris

Comentários