O que é bichectomia, para que serve e quais são suas vantagens?

0 29

A bichectomia tem se tornado uma das cirurgias mais queridinhas entre os brasileiros, nos últimos anos. Famosas como Kim Kardashian e Kylie Jenner fizeram a cirurgia, conquistando um rosto mais fino. Você não gosta do tamanho das suas bochechas e gostaria de fazer o procedimento? Então saiba tudo sobre a cirurgia, quais os cuidados se deve ter e suas contra indicações.

 

O que é bichectomia?

A bichectomia, ou a lipoplastia facial, é uma cirurgia realizada por um dentista, que tem como objetivo reduzir as bochechas, deixando o rosto mais fino e alongado. O profissional retira parcialmente ou totalmente as bolas de Bichat, que são estruturas gordurosas que também podem ser chamadas de corpos adiposos bucais, que ficam localizados entre o maxilar e a mandíbula.

As bolas de Bichat não respondem ao emagrecimento, apesar de serem formadas por tecido adiposo. Resumindo, elas continuam presentes mesmo que ocorra a perda de peso. Essa estrutura acaba sendo maior do que o desejado às vezes, por questões genéticas, e isso causa incômodo estético ao paciente.

bichectomia
(Fotos: Divulgação)

Para que serve a cirurgia?

A principal função do procedimento é a estética para harmonização orofacial. O objetivo dele é deixar o rosto mais magro, fino e alongado. A cirurgia é indicada também para pacientes que apresentam traumas e dores na mucosa, decorrentes de mordidas constantes, por conta das bochechas grandes.

 

Valor da bichectomia

É possível encontrar preços entre R$ 500 a R$ 10.000, mas vai depender do profissional e da estrutura envolvida. Os custos incluem os materiais e a mão de obra do cirurgião dentista.

 

Para quem a cirurgia é indicada?

Primeiramente, o paciente vai passar por uma avaliação profissional, para entender se ele poderá passar pela bichectomia e quais são as expectativas. Os exames pré-cirúrgicos também são realizados, antes de mais nada. Se você tem o formato do rosto muito arredondado, volume pouco definido e bochechas muito grandes, por causa da gordura da papada, a cirurgia é indicada para você.

bichectomia
(Fotos: Divulgação)

Contraindicações

Para saber se o procedimento é necessário, é preciso que o profissional avalie as expectativas e o formato do rosto do paciente. Se você já tem o rosto fino e magro, não deve realizar o procedimento, pois corre o risco de sofrer com envelhecimento precoce. Além disso, veja outros motivos que também são contra indicações:

  • gravidez
  • cardiopatias severas
  • infecções locais ou sistêmicas
  • uso de radioterapia ou quimioterapia
  • menores de idade
  • problemas hepáticos e renais graves
  • deficiências de coagulação

 

Vantagens da cirurgia

O procedimento tem recuperação rápida, é de baixo custo e os resultados são muito satisfatórios. Uma das vantagens é a melhora da autoestima e autoconfiança, promovida pela mudança estética. O procedimento é simples e pouco invasivo, e seu processo é indolor, por conta da anestesia local. Dentro de 15 ou 20 dias, já é possível conferir as mudanças e dentro de 90 dias, pode-se ver a remodelação total.

bichectomia
(Foto: Divulgação)

Como a cirurgia é feita?

A cirurgia é simples e dura entre 30 minutos e uma hora. Com a anestesia local, é realizada uma incisão pequena dentro da boca, em cima da bola de bichat, em cada lado da face. Depois, é pressionado o lado de fora da bochecha, para que a gordura atravesse o corte, sendo removida com uma pinça. Depois disso, o cirurgião faz a sutura, que acontece internamente, sem deixar cicatrizes. O paciente poderá fazer a remoção dos pontos após sete dias. Lembre-se que uma vez feita a cirurgia, não se pode voltar atrás.

 

Cuidados antes e depois da cirurgia

O primeiro cuidado importante é fazer uma pré-avaliação com o profissional, não esquecendo de informar para ele sobre quais medicamentos você toma e tirando as dúvidas sobre o procedimento. Serão realizados alguns exames, no pré-operatório, para verificar a condição física do paciente. 

Nos três primeiros dias, é recomendado fazer compressas de gelo e a utilização de faixas de compressão facial, para diminuir os inchaços, dores e hematomas. A alimentação tem que ser líquida, nos primeiros dias, mas o paciente também pode ingerir papinhas. Outro cuidado que o paciente deve ter é o de não fazer esforço físico na semana da cirurgia e tomar os medicamentos anti inflamatórios e analgésicos receitados pelo médico. A higiene bucal também deve ser redobrada, para não correr o risco de ter infecções.

 

Fonte: Odonto Company

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy