Quiropraxia: descubra o que é e pra que serve essa terapia alternativa

0 102

A quiropraxia é uma medicina alternativa. Isto é: embora não seja uma prática convencional, ela é amplamente difundida no mundo todo.

No Brasil, o procedimento inclusive integra a lista de terapias complementares do SUS desde 2017. Saiba tudo sobre a técnica:

 

O que é a quiropraxia?

Primeiramente, a quiropraxia serve para tratar condições dos músculos e dos ossos. Durante a terapia, os quiropratas usam as mãos para alinhar o corpo, com foco na coluna vertebral.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também reconhece essa terapia alternativa em suas práticas medicinais. Ademais, a quiropraxia também pode ajudar no tratamento de distúrbios biomecânicos do corpo. Entre eles, problemas nos músculos, tendões, ossos, ligamentos e, por fim, as articulações.

 

pra que serve quiropraxia
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Além de ajudar no alinhamento postural, a quiropraxia faz uso de exercícios, técnicas e manobras bem precisas. Tudo isso serve para restaurar o funcionamento normal do corpo.

Quem sofre com dores constantes na lombar pela má postura, por exemplo, pode procurar ajuda com um quiroprata.

Assim como qualquer outra terapia integrativa, ela pode e deve ser associada com tratamentos convencionais. Antes de tudo, certifique-se de escolher profissionais certificados pela Associação Brasileira de Quiropraxia (ABQ). Uma vez que a prática manipula diretamente a coluna vertebral, fazer uma boa escolha de terapeuta é fundamental.

No site da ABQ, você consegue encontrar profissionais registrados no país inteiro. Portanto, vale a pena se informar bem e descobrir qual é o melhor na sua região.

 

Para que serve

 

Os terapeutas atuam principalmente no tratamento e prevenção de condições relacionadas ao desalinhamento da coluna vertebral. Em especial aqueles causados por fatores como estresse, ansiedade e má postura.

Sendo assim, com a quiropraxia é possível tratar lesões esportivas, tensões musculares, problemas locomotores e respiratórios. Além disso, ela também trata desconfortos relacionados ao ciclo menstrual (como cólicas, fadiga e dor de cabeça), desvios na postura e até hérnia de disco.

Por fim, a terapia alternativa pode ajudar principalmente com dores nos músculos e articulações. Entre eles:

  • dores nas costas
  • dor de pescoço
  • osteoartrite
  • dor no ombro e cotovelo

 

Quanto custa

De acordo com o site Fisionet, é a partir da tabela do Referencial Nacional de Procedimentos Fisioterapêuticos que os profissionais definem o valor. Com isso, uma sessão de quiropraxia tem valor mínimo de R$156,00. Contudo, o preço pode variar até 20% de acordo com a região e especialidades do terapeuta.

Também é importante observar que, muitas vezes, o tratamento requer diversas sessões. No fim, isso acaba influenciando no valor total.

Portanto, a melhor forma de garantir a avaliação correta é marcando uma consulta. Além disso, o procedimento está disponível no SUS, portanto pode ser acessado gratuitamente, desde que com orientação médica. Nesse caso, o melhor é visitar a Unidade de Saúde mais próxima da sua casa e se informar.

 

quiropraxia
Imagem: Reprodução / Pexels

Como funciona uma sessão de quiropraxia?

Em sua primeira consulta, o profissional irá avaliar seus sintomas para determinar a melhor técnica. Os terapeutas utilizam diferentes técnicas para tratar problemas nos músculos e articulações. Estas incluem:

  • Manipulação da coluna vertebral. Geralmente, as mãos são utilizadas para aplicar força aos músculos, ossos e articulações próximas à coluna;
  • “Empurrões” curtos e agudos em áreas determinadas;
  • Movimentação gradual das articulações em posições diferentes. Os músculos são puxados ou alongados direções opostas.

De modo geral, o tratamento não é doloroso. Contudo, algumas pessoas podem sentir um pouco de desconforto. Nesses casos, o ideal é  informar imediatamente o profissional.

 

Riscos e efeitos colaterais da Quiropraxia

Por fim, a quiropraxia é geralmente muito segura. Isso, é claro, desde que você realize a sessão com um profissional registrado e bem recomendado.

De modo geral, algumas pessoas podem sentir efeitos colaterais do tratamento, como:

  • dores e dores
  • rigidez
  • cansaço

Contudo, esses efeitos colaterais são geralmente leves e passam em poucos dias. Ademais, existe também o risco de problemas mais graves, como acidente vascular cerebral. Isso pode ocorrer devido à manipulação da coluna, mas a probabilidade é extremamente baixa.

Sendo assim, basta escolher um bom quiroprata e agendar uma consulta para tirar todas as dúvidas antes de iniciar o tratamento.

As informações contidas nesse artigo são de caráter meramente e exclusivamente informativo e, de modo algum, substituem a consulta profissional.

 

Fontes: WebMD, HipoLabor, Health Line

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy