Plantar a Lua: conheça o ritual que usa a menstruação como empoderamento

0 46

Plantar a lua é um ritual ancestral que consiste em recolher o sangue menstrual e jogá-lo na terra, com o objetivo de nutrí-la e devolver para a Natureza a sua menstruação. Mais do que isso, essa prática é capaz de nos reconectar com o Sagrado Feminino e estimular o autoconhecimento.

Pode parecer estranho para muitos, principalmente para os homens. Isso porque, a menstruação está envolta de muitos tabus e preconceitos. Mas, nem sempre foi assim. Na Era Paleolítica, o sangue menstrual era considerado sagrado e existiam rituais o envolvendo.

Histórias sobre o ritual de Plantar a Lua

plantar a lua
Imagem: Reprodução / Pexels.

 

A Tenda Vermelha

Você já deve ter percebido que quando convive muito com outras mulheres, os ciclos acabam acontecendo ao mesmo tempo. O motivo disso acontecer ainda é desconhecido, mas a maioria das pesquisas diz que é por conta dos feromônios liberados pelo corpo decorrentes das alterações hormonais que acontecem durante a menstruação.

De qualquer maneira, quando isso acontecia com as nossas ancestrais da Era Paleolítica, todas elas se reuniam em lugar que elas chamavam de Tenda Vermelha. Lá, onde apenas mulheres eram permitidas, elas ficavam de cócoras, assim o sangue escorria até chegar na terra.

Para elas, nesse poderoso ritual de Plantar a Lua, elas podiam liberar tudo o que tinha acontecido com elas no último ciclo, além de se purificarem e renovarem as energias. Mais do que isso, era um momento sagrado em que as mulheres recebiam instruções da Grande Deusa para que seus próximos ciclos fossem prósperos e abundantes.

A Tenda Vermelha era uma espécie de reunião sagrada feminina, em que elas conversavam sobre seus conhecimentos, experiências, cantavam e realizavam rituais. Nessa época, as mulheres eram consideradas Deusas, já que os homens não sabiam da sua participação na gestação.. Porém, sabemos que hoje em dia, a história é bem diferente.

A profecia do fim de Plantar a Lua

Existe uma antiga profecia, das Índias Lakotas, que diz o seguinte:

Quando as mulheres deixaram de devolver seu sangue à terra, se iniciou a matança e as guerras, para que o derramamento de sangue suprisse a necessidade de nutrientes. E só quando todas as mulheres voltarem a devolver o seu sangue, é que haverá paz.

Por muitos e muitos anos na história, o ato de menstruar e de devolver o sangue à terra era sagrado. A menstruação era vista como algo praticamente mágico. Porém, durante a evolução, esse sangue passou a ser visto com nojo e preconceito. Hoje, as mulheres, desde pequenas, são ensinadas que menstruar é algo sujo e deve ser escondido.

Tenho certeza que na escola, pelo menos uma vez, você mulher, já escondeu o absorvente antes de sair da sala de aula para ir ao banheiro. Essa e outras inúmeras situações mostram como lidamos com a menstruação atualmente. E por que ter vergonha? Por que esconder algo tão natural e que nos conecta tanto com o Sagrado Feminino?

Talvez, Plantar a Lua possa nos ajudar a ressignificar nossa relação com o ciclo menstrual e o feminino.

Benefícios do ritual de Plantar a Lua

plantar a lua
Imagem: Reprodução / Herself.

 

Plantar a Lua é uma forma de conexão com o interior

Em primeiro lugar, Plantar a Lua é uma forma de se conectar com a própria menstruação, com o próprio sangue. É uma maneira de se desprender desses tabus que envolvem o sangue menstrual.

Além disso, pode ser uma ferramenta de ligação com a nossa Deusa interior – que todas nós temos, mas a deixamos silenciada. Mais do que isso, pode ser um jeito de entendermos ainda mais as nossas emoções e de internalizarmos nossos sentimentos e de nos conhecermos ainda mais.

Plantar a Lua, esse ritual sagrado e ancestral, também acaba sendo, de alguma forma, um intermédio entre nós e a espiritualidade, transformando, também, a nossa maneira de cuidar e amar nosso corpo.

Esse ritual também é uma forma de conexão com a Natureza

Plantar a Lua também pode ser uma maneira de nos conectar com a Mãe Natureza, agradecendo por tudo que Ela nos provém.

Mais do que isso, é uma forma de devolvermos toda a nossa potência e força feminina para ela, através do solo, da terra. Sabe-se que esse ritual pode, inclusive, regular o ciclo, alinhando-o à Natureza.

Como você pode Plantar a Lua

plantar a lua
Imagem: Reprodução / Pexels.

 

Antes de começar…

Primeiramente, você precisa entender que não existem regras. Assim, o importante é que você encontre a melhor maneira para você de se conectar com com o seu interior e com a natureza. A sua intuição é muito importante nesse momento!

Em segundo lugar, preciso te avisar que não é possível realizar plantar a lua usando absorventes descartáveis. Ao invés deles, aposte nos sustentáveis.

Agora que você já sabe de tudo isso, podemos começar!

Como fazer o seu próprio ritual

Para plantar a sua lua, você precisará guardar o sangue de toda a sua lunação (menstruação). Escolha um vidro próprio para isso e armazene na geladeira durante os dias do ciclo. Talvez, no começo seja um pouco estranho para você. Mas, com o tempo, você mudará sua relação com seu próprio sangue.

Além disso, você pode também montar um altar com cristais, incensos, ou o que seu coração mandar. Lembrando que não existem regras e esta é apenas uma sugestão de ritual.

Agora, vamos ao passo a passo para plantar a lua.

  1. Em primeiro lugar, dilua seu sangue em 2/3 de água.
  2. Em seguida, faça uma meditação, conectando-se com o seu útero e com o seu feminino em geral. Pode ser uma meditação rápida.
  3. Agora, você já está pronta para, de fato, plantar a lua. Não importa se você tem ou não um jardim, o importante é agradecer pelos aprendizados e evoluções do último ciclo.
  4. Logo após, despeje o sangue nas suas plantinhas. Enquanto isso, visualize este ciclo se fechando, emanando muita gratidão. Depois, peça tudo o que deseja para a sua próxima lunação.
  5. Por fim, feche os olhos, medite e peça instruções à Deusa para o próximo ciclo, assim como faziam as mulheres da Era Paleolítica.

O ritual de plantar a lua é para todas! Inclusive as mulheres que, por qualquer que seja o motivo, não menstruam mais. Para isso, basta despejar suco de uva, vinho ou chá de hibisco em toda Lua Nova.

 

Para se conectar ainda mais com o Sagrado Feminino:

+ Pachamama: Saiba O Que É E Como Fazer Rituais À Mãe Terra

+ Mandala Lunar: Conheça Essa Poderosa Ferramenta De Autoconhecimento

+ Sem Tabu! Marquezine E Outras Famosas Falam Sobre Usar Vibrador

+ Ler: Mulheres que Correm com os Lobos

+ Assistir: Absorvendo o Tabu

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy