O que é libido, para que serve e como aumentar

1 140

Quando falamos em libido, logo vem à mente o desejo sexual. No entanto, segundo o pai da psicanálise, Sigmund Freud, a libido não está somente relacionada ao prazer na cama. Essa palavra tem ligação com o ânimo que impulsiona nosso comportamento, o que influencia também nas relações. Entenda.

O que é libido?

Casal - relacionamento a dois
Foto: Pixabay

Santo Agostinho, um filósofo respeitado no cristianismo, definiu três tipos de desejo: libido sciendi (desejo de conhecimento), libido dominendi (desejo de dominar) e libido sentiendi (desejo sensual). Mas, o que isso quer dizer? Quer dizer que a libido está relacionada ao nosso impulso vital, aquilo que nos move para começar coisas novas e sentir prazer nas já existentes, seja um projeto, um trabalho ou uma relação, por exemplo.

Esse impulso, segundo Freud, abrange nossa vontade de viver. Por isso, quando nossa libido diminui, sentimos desânimo. E isso serve também para as relações sexuais. Quando isso acontece, perdemos o interesse físico e emocional na relação. Doenças psicossomáticas, medicamentos e disfunções hormonais são alguns dos fatores que podem levar uma pessoa a ter diminuição da libido. Por isso, o acompanhamento médico é indispensável para descobrir as causas e realizar o tratamento adequado.

Qual a influência na relação sexual?

O “Estudo da Vida Sexual do Brasileiro”, feito pela psiquiatra e sexóloga Carmita Abdo, apontou que metade das brasileiras sofre algum tipo de disfunção sexual. A falta de libido está na lista das causas em primeiro lugar porque, principalmente nas mulheres, o desejo sexual depende do bem-estar físico e emocional. Depressão, ansiedade, conflitos no relacionamento, estresse, baixa autoestima e outros fatores emocionais fazem com que a vontade de fazer sexo diminua. Isso porque a sexualidade não está só no aparelho genital, mas também na mente.

Além disso, há alterações hormonais que influenciam diretamente no desejo sexual: efeitos colaterais de medicamentos, amamentação e TPM, por exemplo, provocam essas alterações. Em todas elas, o corpo passa por mudanças significativas, o que pode resultar na baixa libido. Independentemente de qual seja a causa da falta de desejo sexual, se você está sem vontade, procure a ajuda profissional de um ginecologista, psiquiatra ou psicólogo.

Como aumentar a libido?

Mulher feliz
Foto: Pixabay

Apesar de ser um problema bastante pessoal e que precisa de acompanhamento profissional, há formas simples de estimular a libido. Confira algumas dicas que podem te ajudar:

Questione – Como anda o relacionamento com o seu parceiro ou parceira? Você anda estressada ou ansiosa? Está com a autoestima baixa? Pense em todas essas possibilidades assim como em questões como o ciclo menstrual, menopausa e amamentação. Isso porque quando identificamos a causa do problema, fica mais fácil resolvê-lo.

Estimule a mente – Sabe aquela fantasia sexual que não realizamos e acabamos deixando guardadas? Que tal se aventurar um pouco e fazer o que sempre teve vontade? Se, em princípio, essa ideia nem passa pela sua cabeça, lance mão de outros recursos. Jogos picantes, artigos eróticos, filmes e livros também podem ajudar a estimular a libido.

Tenha hábitos saudáveis – Afinal de contas, quando estamos nos sentindo bem, tudo flui melhor. A autoestima também influencia (e muito) no prazer sexual e manter hábitos saudáveis é uma maneira de sentir-se bem. Uma boa alimentação e a prática constante de atividades físicas podem fazer bem para o corpo e também para a mente.

Óleos essenciais e florais de Bach – Antes de mais nada, saiba que a aromaterapia e a terapia floral têm muitas receitas que podem ser consideradas afrodisíacas ou capazes de levantar a autoestima. Entre os óleos, considere utilizar ylang-ylang, rosa e jasmin. Já os florais mais indicados para esse caso são os que trabalham a autoestima e questões como medo, desinteresse e autocensura. Converse com um terapeuta floral.

Descubra o que te dá prazer – O autoconhecimento é outro ponto importante quando falamos em libido. Saber o que te dá prazer e conversar com o seu parceiro ou parceira pode ser muito útil para estimular o desejo sexual. Nem todas as pessoas são iguais e, por isso, você precisa respeitar suas vontades e deixá-las clara para que os momentos a dois sejam mais agradáveis.

Casal em momento íntimo
Foto: Pixabay

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy