Kombucha: descubra tudo sobre o probiótico natural que virou febre

2 2.637

Você já ouviu falar em kombcha? Essa é uma bebida oriental de origem milenar, mas que há poucos anos ganhou destaque global. O sabor é bem diferentão e conquista cada vez mais adeptos. Confira:

 

O que é kombucha?

Chá, açúcar, leveduras e bactérias. Essa é a receita da kombucha, uma bebida fermentada, levemente alcoólica, adocicada e gasosa, que faz muito bem para a saúde.

Acredita-se que a sua origem tenha se dado na China ou Japão. Durante a produção, adiciona-se  cepas específicas de bactérias e algum tipo de açúcar ao chá preto ou verde, que deve ser mantido em um pote de vidro. Depois disso, é preciso deixar a mistura em repouso por, pelo menos, uma semana.

O processo de fermentação produz ácido acético (também encontrado no vinagre) e vários outros compostos ácidos, níveis residuais de álcool e gases que transformam a kombucha em um líquido carbonado.

 

o que é kombucha
Imagem: Reprodução / Unsplash

Semelhante ao kefir, ela também é um probiótico natural. Só que no caso da kombucha as bactérias estão presentes no Scooby, uma espécie de “esponja” mãe que digere o açúcar do chá e dá o aspecto gasoso original da bebida.

Após a fermentação inicial, é possível dar ainda mais sabor ao drink adicionando frutas na segunda etapa. Alguns adeptos produzem, inclusive, versões altamente fermentadas e com maior teor de álcool, que lembram até um champanhe.

Além de ser considerada uma alternativa saudável aos sucos e refrigerantes, o consumo regular bebida também traz muitos benefícios para o organismo.

 

Benefícios para a saúde

Agora que você já sabe a origem da bebida, é hora de falar das vantagens de consumí-la. A kombucha apresenta as mesmas propriedades do chá e também é rica em probióticos. Esses são excelentes para a digestão e bons amigos do intestino.

Contudo, é interessante observar que, embora ainda não hajam evidências científicas sobre os benefícios probióticos da kombucha, o fato é que o líquido contém várias espécies de bactérias lácticas que podem ter função probiótica. Essas bactérias também podem melhorar muitos aspectos da saúde, incluindo digestão, inflamação e até perda de peso.

Portanto, a bebida é rica em polifenóis do chá e ácido acético, que comprovadamente suprimem o crescimento de bactérias e leveduras indesejáveis. Alguns estudos apontam que graças as suas propriedades bacterianas, ela pode ser uma aliada no combate de bactérias causadoras da candidíase.

Ademais, o fermentado também contém antioxidantes. Por isso, estudos com ratos mostram a ingestão regular da bebida pode melhorar muito dois marcadores de doenças cardíacas, o LDL “ruim” e o colesterol HDL “bom”, em apenas 30 dias.

O site Health Line ainda pontua que, de fato, os consumidores de chá verde têm um risco até 31% menor de desenvolver doenças cardíacas, um benefício que também se aplica à kombucha.

Por último, outras evidências apontam ainda que esse drink fermentado pode ajudar no controle da diabetes tipo 2. Um estudo em ratos diabéticos descobriu que a kombucha retardava a digestão dos carboidratos, o que reduzia os níveis de açúcar no sangue. Também melhorou a função hepática e renal.

 

Como fazer kombucha em casa

kombucha
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Para quem adora experimentar novas receitas, vale se aventurar na produção de kombucha caseira. Contudo, antes de começar, saiba que é fundamental prestar atenção máxima à higiene. Isso porque os alimentos fermentados são produzidos a partir de bactérias. Portanto, para garantir que apenas as cepas desejadas irão proliferar, é interessante ser cuidadoso no manuseio.

Os ingredientes da receita são bem simples de encontrar. Primeiramente, você precisa de um chá preto ou verde de qualidade, açúcar (pode ser o refinado, orgânico, cristal ou demerara) e um pote de vidro bem grande.

Na verdade, o astro da receita é o scooby, também conhecido como a “mãe” da kombucha. Trata-se, portanto, de um disco de aspecto gelatinoso, formado por uma colônia de bactérias e leveduras.

Sendo assim, é possível encontrá-lo em lojas de produtos naturais ou conseguir alguma doação. Uma vez que o scooby se reproduz a cada fermentação, ele gera novos discos constantemente. Por isso muitos adeptos da bebida costumam organizar grupos para doar a base.

Na sequência, você confere a receita e o modo de preparo com a chef Bela Gil:

Ingredientes para a 1ª fermentação:

  • 300g de folhas de chá verde
  • 400ml de água
  • 5 colheres  (sopa) de açúcar mascavo
  • 1 unidade de scooby

 

Ingredientes para a 2ª fermentação:

  • 300ml de kombucha
  • 1 xicara de jabuticaba
  • 200ml de água
  • 4 colheres de sopa de açúcar mascavo

 

Modo de preparo:

Por fim, separe um tempinho e assista ao vídeo com o passo a passo. Nele, a chef ensina não apenas a fermentação básica, como também uma versão mais gostosa e bem docinha. Essa última é ideal para os paladares mais sensíveis.

 

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy