Granola: quais os benefícios e como consumir?

0 58

A granola é uma combinação poderosa de ingredientes rica em fibras, proteínas, vitaminas e minerais. Além de deliciosa, ela ganhou destaque nas dietas saudáveis, graças à sua versatilidade e seu alto valor nutricional. Quem gosta de açaí, por exemplo, está mais que acostumado com o consumo dessa mistura de frutas secas, cereais, oleaginosas e mel, melaço de cana ou açúcar mascavo. E se você quer melhorar seus hábitos alimentares, inclua o mix na alimentação – consuma com frutas e iogurtes ou adicione às receitas de bolos e vitaminas. Mas atenção: a melhor opção é prepará-lo em casa e evitar os industrializados. Entenda por que e saiba quais são os benefícios da granola.

Quais os benefícios da granola?

Benefícios da granola
Foto: Pixabay

Frutas secas (uva passa, damasco, ameixa, banana, coco), cereais (aveia, farelo de trigo, gérmen de trigo, flocos de milho, flocos de arroz) e oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas) adoçados (com mel, melaço de cana ou açúcar mascavo) – essa é a receita básica da granola. O mix de ingredientes nutritivos e funcionais é um grande aliado da nossa saúde porque promove muitos benefícios, fornece energia e ainda pode dar uma ajudinha para quem quer ganhar massa magra.

Entre os benefícios da granola, a nutricionista Carolina Gastaldo destaca que “Ela tem como principal função fornecer energia. Porém, tem baixo índice glicêmico pelo alto teor de fibras, o que contribui positivamente na dieta”. As fibras, ainda segundo a profissional, ajudam no bom trânsito intestinal e, por isso, auxiliam na melhora da prisão de ventre. “Além disso, atuam na manutenção das bactérias boas que fazem parte da microbiota intestinal e também ajudam a manter a saciedade”, completa. E tem mais: estudos sugerem que as fibras presentes na granola têm outros benefícios para a saúde, como ajudar a controlar o açúcar no sangue e melhorar a pressão arterial, prevenindo assim doenças cardiovasculares.

A granola ainda é rica em antioxidantes, que previnem o envelhecimento precoce, e proteínas e minerais que promovem benefícios para a saúde dos cabelos e das unhas. As proteínas também favorecem o ganho de massa muscular. Além disso, segundo Carolina, “Na combinação dos ingredientes que compõem a granola estão presentes minerais importantes, inclusive para o sistema imunológico. Entre eles, fósforo e selênio, que têm ação antioxidante e são necessários para a função da glândula tireoide”.

Qual é a melhor versão?

Granola caseira
Foto: Pixabay

As opções são muitas, já que a variação de ingredientes é válida porque o que importa é que a granola seja um mix nutritivo de frutas, cereais e oleaginosas adoçadas. No entanto, a nutricionista alerta que “Granola saudável é aquela que é rica em fibras e com pouca quantidade de açúcar ou sal. Por isso, é importante verificar a embalagem do produto e conferir os componentes nutricionais. Se houver excesso de sal ou açúcar, pode ser prejudicial para o funcionamento do organismo”.

Na verdade, a profissional sugere que a granola seja feita em casa, comprando os ingredientes separadamente e evitando assim os conservantes comuns na composição dos produtos industrializados, que não têm benefícios para a saúde. “Preparando a granola em casa, garantimos os nutrientes e a qualidade da mistura. Para uma dieta de emagrecimento, podemos ainda adicionar canela ou gengibre em pó”, ensina. Na internet, é possível encontrar receitas fáceis de granola doce ou salgada. A nutricionista recomenda o consumo de 40g de granola (cerca de quatro colheres de sopa) por dia.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy