Dermaplaning: o que é a técnica, quais seus benefícios e cuidados necessários

0 2.053

Sem dúvidas, o procedimento da vez é o dermaplaning. A técnica tem dado o que falar nas clínicas de estética, e consiste em uma esfoliação superficial da pele do rosto, removendo células mortas e a pilosidade superficial da face, melhorando assim a tonalidade e a textura, deixando a pele com mais viço e mais uniforme.

E ainda: a técnica é feita com as lâminas esterilizadas de um bisturi! Por isso, é comum surgirem dúvidas acerca da segurança e riscos do procedimento. Mas não se preocupe: aqui, vamos esclarecer tudo o que você precisa saber sobre o dermaplaning. Vamos lá?

 

Para realizar dermaplaning, é preciso realizar uma limpeza profunda da pele
Foto: Reprodução/Pinterest

O que é dermaplaning? 

Novidade nas clínicas de estética, o dermaplaning remove, com a ajuda de uma lâmina esterilizada de um bisturi, as camadas superficiais da pele do rosto e pescoço. Sendo assim, elimina células mortas, pilosidade superficial (aqueles pelinhos finos que temos em todo o rosto) e ajuda até na remoção de cicatrizes superficiais de acne.

O procedimento é indolor, e o acabamento da camada superficial da pele promove uma face mais lisa – ideal para receber produtos de skincare e maquiagens de maneira mais uniforme, por exemplo. 

O Dermaplaning elimina pelos do rosto enquanto promove uma esfoliação física na pele
Foto: Reprodução/Pinterest

Entretanto, a técnica é feita com uma lâmina cortante, e por isso é preciso entender como e onde realizar o dermaplaning de forma segura, assim como cuidados e contra indicações.

Entenda o passo a passo do procedimento 

Antes de tudo, a técnica é totalmente indolor. Primeiramente, é preciso realizar uma limpeza profunda da pele, e depois disso secar bem o rosto e pescoço. Na sequência, a utilização da lâmina de forma sutil e cuidadosa vai removendo células mortas e a pilosidade superficial do rosto, e essa etapa pode ou não ser realizada com a ajuda de um óleo ou creme para facilitar o deslizamento da lâmina.

Para finalizar, aplicam-se máscaras ou cremes com efeitos calmantes, seguidas de – sempre – um bom protetor solar.

O procedimento dermaplaning deve ser feito por profissionais capacitados
Foto: Reprodução/Pinterest

É seguro?

Quando realizado por um profissional capacitado e com equipamentos esterilizados, o procedimento é seguro.

Porém, o dermaplaning é feito com uma lâmina cortante, então para evitar lesões, cortes ou inflamações, realize o procedimento somente com um profissional de confiança. 

Dermaplaning engrossa os pelos?

É comum ouvir que remover os pelos com lâminas ajuda a engrossá-los, mas não se preocupe: isso é um mito. 

Benefícios do dermaplaning

O tratamento ajuda na renovação celular, estimula a produção natural de colágeno na pele e melhora o tônus, textura e tonalidade da face. É ideal para peles com pequenas manchas, peles oxidadas ou com pequenas linhas.

Sobretudo, os maiores benefícios do dermaplaning são:

  • Melhora da textura cutânea
  • Remoção de penugem facial e células mortas da cútis
  • Estimula a renovação celular
  • Minimiza manchas de acne superficiais e linhas finas
Dermaplaning elimina células mortas, pelinhos indesejados e estimula a produção de colágeno na pele
Foto: Reprodução/Pinterest

Além disso, pode ser mais fácil aplicar produtos de maquiagem no rosto após o dermaplaning, uma vez que a textura da pele está mais lisinha.

Onde fazer?

Preferencialmente, busque por um profissional de sua confiança e faça o procedimento em consultórios ou clínicas estéticas especializadas.

Quanto custa uma sessão de dermaplaning?

O preço de uma sessão com um especialista pode variar entre R$150 e R$300.

Cuidados necessários antes de fazer dermaplaning

É preciso tomar uma série de cuidados antes de realizar esse procedimento. Antes de tudo, identifique se a sua pele pode receber a lâmina, ou seja, se é livre de acnes ativas, rosáceas ou outras complicações cutâneas. Peles muito secas, fina ou com bastante flacidez também não devem fazer o procedimento.

Essas são contra indicações relevantes, assim como pessoas que estejam tomando a medicação isotretinoína – recomendada por dermatologistas para tratamento de acnes severas, e alérgicos a níquel também devem evitar o procedimento.

Além disso, é primordial a utilização de equipamentos devidamente esterilizados, e é preciso uma pele completamente limpa e seca antes da realização do dermaplaning. 

Para realizar dermaplaning, é preciso realizar uma limpeza profunda da pele
Foto: Reprodução/Pinterest

Após fazer o procedimento, outro cuidado para você tomar é redobrar os cuidados com protetor solar. Jamais descuide da proteção e evite exposição ao sol.

Posso fazer em casa?

O dermaplaning é um procedimento que exige o manuseio de uma lâmina cortante, por isso não faça se você não tem aptidão para manusear a ferramenta. Entretanto, existem lâminas próprias para quem não é profissional – mas isso não elimina o fato de que é recomendado o mínimo de técnica para manusear a lâmina pelo rosto. 

Lâminas para dermaplaning
Foto: Reprodução/Pinterest

Caso vá realizar o procedimento em casa, você ainda deve tomar alguns cuidados extras. Sobretudo, faça o procedimento com a pele limpa, em um local bem iluminado, com equipamentos devidamente limpos e esterilizados.

Além disso, é claro, sua pele precisa estar receptiva ao procedimento, ou seja, livre de acnes ativas, rosácea e outras alergias cutâneas.

De qualquer forma, prefira sempre realizar procedimentos estéticos com um profissional capacitado.

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy