Iodo: descubra para que serve, a importância e como suplementar naturalmente

0 829

O iodo é um micronutriente essencial para a síntese dos hormônios produzidos pela glândula tireóide. Por esse motivo, ele auxilia no funcionamento de diversos órgãos e também impacta no crescimento físico e neurológico. Embora não seja tão comum no Brasil, a deficiência de iodo tem consequências sérias. Saiba tudo sobre o nutriente, com informações do Ministério da Saúde do Brasil.

 

Qual é a função do iodo no organismo?

 

Assim como explicamos anteriormante, o iodo é considerado um mineral essencial para nosso corpo. Isso porque ele é particularmente importante durante a gravidez e, além disso, a exposição no útero pode até ajudar a prevenir certas condições de saúde mais tarde na vida.

A ingestão diária recomendada de iodo durante a gravidez é de 220 mcg. Em comparação, a quantidade recomendada em adultos não grávidas é 150 mcg por dia.

 

O sal do Himalaia, por exemplo, possui menos iodo que o sal de cozinha comum. Imagem: Reprodução / Unsplash

Ademais, esse micronutriente atua diretamente na glândula tireóide, que está localizada na parte frontal do pescoço. Ela ajuda a regular a produção de hormônios. Esses hormônios, por sua vez, controlam o metabolismo, a saúde do coração e muito mais.

Para produzir os hormônios da tireoide, a glândula absorve iodo em pequenas quantidades. Sem ele, a produção do hormônio pode diminuir, causando o hipotireoidismo.

 

Fontes alimentares

De acordo com o Ministério da Saúde, além do sal iodado, as principais fontes de iodo são os alimentos de origem marinha, em especial os peixes de água salgada.

Já para os vegetarianos, os vegetais que vem de solos ricos em iodo também configuram boas fontes do micronutriente. Portanto, recapitulando, essas são as principais fontes de iodo:

  • Leite
  • Sal iodado
  • Peixes
  •  Camarão
  •  Ovo
  • Fígado

 

Ademais, para combater a deficiência no Brasil, há anos que a Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) do Ministério da Saúde monitora os níveis do micronutriente adicionado ao sal branco. Dessa forma, é possível garantir uma forma segura e eficiente de ingestão pela população brasileira. Contudo, vale lembrar que o sal deve ser consumido com moderação. Para isso, os órgaos competentes recomendam seguir a orientação da OMS.

 

Deficiência de iodo

De acordo com as orientações dos guias de saúde, a deficiência de iodo só pode ser diagnosticada por meio de testes de urina. Ademais,  os sintomas de baixos níveis de iodo são detectados principalmente por meio de sintomas da tireoide, como:

  • um bócio visível
  • fadiga
  • depressão ou, ainda, confusão mental
  • sensação extrema de frio, apesar das temperaturas normais
  • glândula tireóide que está dolorida ou sensível ao toque
  • dificuldades respiratórias, especialmente quando deitado
  • dificuldade em engolir
  • perda de cabelo
  • ganho de peso não intencional

 

Portanto, é fundamental realizar exames de sangue regulares e consultar sempre com um médico de confiança. Além disso, tais exames estão disponíveis gratuitamente no SUS. Certamente facilita ainda mais a manutenção da saúde e dos níveis desejados de nutrientes.

 

Os possíveis efeitos colaterais da ingestão excessiva:

Por fim, ainda que o micronutriente seja vital ao organismo, o excesso não é bom. Aliás, ele também pode ser tão prejudicial como a falta. Sendo assim, fique atento para os seguintes sinais:

  • náusea ou vômito
  • diarréia
  • febre
  • sensações de queimação na garganta e boca
  • dor de estômago

Na ocorrência dos sintomas, o melhor é sempre procurar auxílio profissional. Em casos mais graves, a toxicidade do iodo pode levar ao coma.

Finalizando, você não deve tomar iodo se tiver problemas de tireoide, a menos que seja recomendado por seu médico.

Ademais, o melhor é sempre seguir as recomendações do Ministério da Saúde. Aliás, recorrer aos informativos do governo também é uma boa maneira de encontrar orientações verdadeiras e bem embasadas

Siga-nos no 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy